segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Resenha: Crimes do Tarô - Leonardo Nóbrega

Bom dia!
Hoje vim trazer a resenha do nosso autor parceiro, o Leonardo Nobrega e seu livro Crimes do Tarô. Eu demorei um pouco para terminar de ler esse livro e resenhá-lo, pois a faculdade estava no fim e eu quase não tinha tenho para ler, mas finalmente finalizei essa leitura e vou lhes contar o que achei da história.

Título: Crimes do Tarô
Autor: Leonardo Nóbrega
Editora: Prêmius
Ano: 2014
Páginas: 336

"O policial Tomás tem uma vida sossegada naquela pacata cidade praiana. Seu trabalho se resume a resolver conflitos familiares, pequenos furtos e, muito raramente, algum crime passional.
Entretanto, essa paz é interrompida bruscamente após a invasão ao principal banco da região. O ladrão, que o guarda-noturno jurava ser uma mulher, havia levado o dinheiro e deixado para trás um defunto e uma cidade em polvorosa, além de duas figuras coloridas dentro do cofre vazio. Duas cartas de tarô."


A história se passa em um período antigo, lá pela década de 30, em uma cidade pacata, onde crimes complexos e hediondos raras vez acontecia, tudo se resumia a alguns crimes familiares ou pequenos furtos. Mas após um assalto que vitimou um guarda no Banco Efetivo, o inspetor Tomás é designado para o enigmático caso, onde uma misteriosa ladra é responsável, e novos assaltos começam a acontecer o que deixa toda a pequena cidade em polvorosa.

Tomás, com as poucas pistas que possui, apenas as cartas de tarô, começa sua investigação no bairro cigano, mas descobre um pouco sobre o significado de tais cartas e nada mais. Com a pressão dos seus chefes para concluir o caso, o inspetor contará com a ajuda de uma bela jovem, Edith, que trabalha no Banco Efetivo, e o relacionamento dos dois será mais do que apenas profissional.

Entre tramas e conspirações, e furtos e incêndios acontecendo a cada dia, Tomás, entra em um mundo dominado por sociedades secretas e teorias de conspirações, sem saber em quem pode confiar e além de tudo, atrás de traidores mesmo dentro da própria chefatura de polícia. 

Essa leitura foi bem interessante, em primeiro lugar pela narrativa, pois temos um narrador que em alguns momentos interage com o leitor, e em segundo porque adoro mistérios policiais, desde que comecei a ler Agatha Christie há alguns anos. Em alguns momentos, a história chegou a me lembrar um pouco de Revenge, mas apesar de uma leve semelhança, bem leve mesmo, o autor foi bem original.

Leonardo nos revela uma história em que nada é o que parece, em que os criminosos nem sempre são maus e alguns que são tão maus que nos deixam arrepiados. O começo do livro, para mim foi meio maçante, não rendia, mas acho que se deve um pouco a faculdade, pois eu estava tão cansada com esse finalzinho de curso, que pegava o livro para ler e depois de 5 páginas já estava em sono profundo hehe.

Mas depois de um certo ponto, a investigação parece ganhar um gás e as descobertas do inspetor são incríveis, nesse ponto eu já não queria parar de ler. Confesso que já imaginava quem seria a Ladra do Tarô mas os desdobramentos do caso me surpreenderam e muito, não esperava esse desenrolar na história. 

Apesar de se passar há décadas atrás, algumas ideias por trás dos crimes são muito atuais, e eu achei interessante fazer essa crítica a nossa sociedade atual e aos crimes cometidos contra a humanidade, a essa marginalização que ocorre todos os dias, a violência contra as minorias que muitas vezes não vemos mas estão lá, que são omitidas pela mídia ou pelo governo.

Em relação a revisão, acho que ainda precisa ser melhorado, encontrei bastante erros de digitação e concordância que para alguns podem passar despercebido, mas para um leitor mais atento pode ser visto rapidamente, principalmente em um ponto da história onde a personagem é chamada de Gabi, e na página seguinte é chamada de Gina.

Mas fora isso a história foi bem construída, os personagens são bem simpáticos, como Carlos, Tomas, Garcia, Edith, entre outros. Quem tiver a oportunidade de ler esse livro e gostar do estilo, deve ler, pois é uma experiência interessante, eu ainda não tinha lido nenhum livro nessa linha que fosse atual e nacional e fiquei feliz de poder conferir a obra.

Agradeço imensamente ao autor pela oportunidade e o parabenizo pela qualidade da escrita e da história. O autor ainda possui um outro livro publicado, intitulado Outros Tempos, que me interessou e muito a história, então vai entrar para minha lista de desejados e futuramente quero ler.

E você já leu? Gosta de livros nacionais? Me contem o que acharam da história. ^^

Beijos  
E o sorteio vai só até amanhã! Ainda não está participando? Corre e garanta sua chance, que são grandes, de ganhar esse livro incrível. Clique aqui.

18 comentários:

  1. Carol, eu já havia me interessado por esse livro, mas lendo as primeiras páginas acabei desistindo de lê-lo por completo. Acredito que ele não tenha me prendido o suficiente, sabe? E que pena que cheguei tarde demais pra participar do sorteio! :(
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Monalisa, realmente o começo é mais devagar mesmo, até para mim foi difícil passar por esse começo, mas com persistência consegui terminar e não me arrependi. ^^

      Excluir
    2. E não se preocupe, logo terá mais sorteios!

      Excluir
  2. Oie Carol!
    Adorei sua resenha, super bem pontuada.
    Já tinha ouvido falar do livro meio por alto, mas ainda não sabia sobre o que se tratava a história precisamente, e confesso que fique bem curiosa. Que pena não ter consegui participar do sorteio ;(
    bjs
    www.notinhasderodape.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thais que bom que agora você sabe mais sobre o enredo, espero que tenha oportunidade de ler.

      Excluir
  3. eh realmente esses deslizes na revisão são complicados... por isso o autor tem q deixar a obra respirar! -.-'
    Achei a história bem curiosa.
    Mas sucesso! :D

    ResponderExcluir
  4. Esse livro me chamou a atenção desde o início da sua resenha. Crimes, investigações e um protagonista detetive é o tipo de trama que sempre me atrai.Fiquei bem curiosa ☺
    Booksimaginary.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também adoro esse tipo de leitura hehe quem sabe você lê e gosta!

      Excluir
  5. Esse livro me chamou a atenção desde o início da sua resenha. Crimes, investigações e um protagonista detetive é o tipo de trama que sempre me atrai.Fiquei bem curiosa ☺
    Booksimaginary.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto da premissa do livro. Só fiquei com um pé atrás com esse começo mais lento. Inícios assim tendem a despertar a antipatia do leitor com o restante da narrativa.

    O ponto que mais me chama atenção é a cultura cigana, que pelo o já li desse livro vai ter destaque.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em alguns casos sim Nilda. Mas muitas vezes quando desistimos perdemos a oportunidade de uma ótima história, por isso gosto de dar uma segunda chance.

      Excluir
  7. Oiiie
    Sua resenha está bem legal mas infelizmente não é bem o gênero que procuro mas mesmo assim tem um enredo interessante e como você só elogiou quem sabe eu arrisque um dia haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe acabe gostando né. ehehe nunca se sabe quais histórias irão nos encantar.

      Excluir
  8. Ola Carol a premissa do livro é bem interessante e pelo visto prendeu sua atenção, uma pena o livro deixar a desejar na revisão. Fica a dica para a próxima edição. Como estou com uma lista enorme de leitura dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esses erros acontecem, mas em uma próxima edição podem ser corrigidos. ;)

      Excluir
  9. Oie! Adorei a sua resenha, porém o enredo do livro não me interessa muito. Existem vários estilos por trás de um mistério e eu tenho um certo encanto pelo gênero, porém esse tipo de história não está na minha lista de leitura. Mas parece ser uma experiência muito agradável para quem curte. É realmente uma luta continuar lendo quando o início é um pouco parado, hahah. Que bom que gostou da obra e sucesso com a parceria!

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart,
    Império Imaginário.

    ResponderExcluir