quarta-feira, 21 de junho de 2017

[PARCERIA] Bianca Gulim

Bom dia aventureiros!
Estive meio sumida ultimamente né. Agora espero voltar um pouco as coisas ao normal hehe.

Hoje vim aqui para falar de uma parceria bem legal que o blog fechou com a autora Bianca Gulim e sua trilogia 2323. Fiquei bem animada quando a autora entrou em contato comigo e me apresentou seu livro, e claro que fiquei interessada em conhecer a obra. ^^

Vamos conhecer mais sobre o primeiro livro?
Sinopse: Em um mundo distópico, no ano 2323, após ser quase dizimada por um vírus mortal e pela guerra, a raça humana tenta se reestruturar. Com poucos recursos disponíveis, a humanidade encontra-se dividida em grupos que vivem de acordo com regras impostas por seus líderes.
Celine cresceu nesse ambiente hostil e se tornou líder dos guerreiros de seu povo após a morte de seus pais. Seu grupo se envolve em diversos conflitos e a jovem precisa tomar as decisões que julga corretas para garantir a sobrevivência de seu povo, enquanto se envolve num forte romance, do qual tenta se manter afastada.
Aos poucos, ela descobre mais sobre as pessoas que a cercam e percebe que, quando se trata de lutar pela própria vida, poucos são previsíveis. Só os mais fortes sobrevivem, e os mais fortes normalmente são os mais cruéis. Nesse ambiente, o mais difícil é saber quem realmente está ao seu lado e quem é um traidor. Será Celine capaz de manter sua benevolência frente à tanta violência que a rodeia? Seu coração terá espaço para a paixão, cercado de tanto ódio?


Bianca Gulim tem 27 anos, nasceu e mora em São Paulo. Formada em Administração, com especialização em Recursos Humanos, hoje se dedica totalmente à escrita. Sempre foi leitora voraz de ficção e fantasia, com uma forte tendência a sagas distópicas e vampirescas. Começou a escrever seu primeiro livro – 2323: Sobreviventes do Caos – em 2015, quando descobriu sua vocação para escritora.

A obra agora tem versão física disponível e o preço está bem em conta, então para quem ficou curioso, corre e garante o seu. 

Redes sociais do livro:
Site   -   Facebook   -   Instagram   -   Skoob   

Quem aí já conhece a obra? Ficaram curiosos? É minha leitura atual e logo mais tem resenha por aqui. 
Beijos

domingo, 18 de junho de 2017

[Resenha] The Beauty Of Darkness - Mary E Pearson


TítuloThe Beauty of Darkness - Crônicas de Amor e Ódio 3
Título Original: The Beauty of Darkness - The Remnant Chronicles 3
AutorMary E. Pearson
Editora: Darkside Books
Ano: 2017
Páginas: 576
"Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder. 
Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher."

Bom dia!
Finalmente chegamos ao terceiro livro, o desfecho de uma trilogia que surpreendeu e muito, que construiu personagens fortes e demonstrou o poder feminino. Não apenas Lia é uma personagem empoderada e que faz o que precisa para sobreviver e proteger aqueles que ama, mas a obra de Mary traz uma gama de personagens femininas surpreendentes, a autora não se apega apenas a sua personagem principal empoderada ao redor apenas de homens, ela criou uma variedade de mulheres diferentes e em posições diversas que demonstram a sua força de várias formas. 

Os livros anteriores já mostraram que nesse mundo dos remanescentes os preconceitos e as diferenças de gênero são gritantes, e a batalha diária para ser ouvida e respeitada em muito nos lembra da nossa atualidade. Depois de fugir de um casamento planejado, ver sua família e seu reino lhe dar as costas, ser perseguida e capturada por assassinos enviados por um reino de selvagens, Lia consegue escapar com a ajuda de Rafe, que agora ela conhece a verdadeira identidade.

Seu plano é se dirigir a Morrighan para avisar sua família e seu reino do perigo eminente de um ataque vindo de Venda, mas Rafe recebe uma notícia arrebatadora no meio do caminho o que faz com que seus planos batam de frente, uma vez que ele também precisa voltar para o próprio reino e deseja levar Lia e protegê-la a todo custo. Porém, Lia é uma mulher determinada e corajosa e nada poderá ficar em seu caminho, nem mesmo seu coração. 

Assim como nos livros anteriores, esse volume começa um pouco tranquilo demais apesar dos acontecimentos finais de The Heart of Betrayal, mas logo as coisas começam a esquentar e a leitura passa sem a gente nem  perceber. Todos os personagens são cativantes ou odiosos(rsrs), conhecer melhor sobre a criação/surgimento de cada reino foi ótima e as tramas e conspirações que envolvem Morrighan e Venda vão ficando cada vez mais evidentes.

Para aqueles que ficam falando que Crônicas de Amor e Ódio é uma trilogia apenas de romance, posso dizer que não poderiam estar mais enganados. Claro que é um elemento presente, mas é uma parte bem menor do que as outras nuances da obra, temos traição, esquemas, guerra, família e amigos que se tornam família. Lia é uma personagem extremamente consistente, que se adapta a situação, sofre, chora, luta e que em nenhum momento desvia de seu caminho e ideais, ela coloca o bem estar dos outros antes do próprio.

As reviravoltas na trama continuam nos deixando sem fôlego e o desfecho que nos foi dado, para mim foi mais do que satisfatório, foi arrebatador, incrível! Com certeza se tornou uma das minhas leituras favoritas e conquistou um lugarzinho especial no meu coração.

Não tem como não recomendar uma leitura dessas não é mesmo? Indico para todos, homens, mulheres, jovens, adultos, enfim, todos precisam ler essa obra maravilhosa, Mary se tornou uma das minhas autoras favoritas e não vejo a hora de ler algo mais dela. Para quem leu a trilogia e está se sentindo órfão, tem um conto chamado Morrighan, que narra a jornada da jovem Morrighan e o que levou ao surgimento do reino, também é uma ótima leitura e da para compreender muito sobre o reino de Lia, infelizmente por enquanto só há em inglês, e se você costuma ler livros assim, vale muito a pena.

Mas se assim como eu já leu o conto, agora é esperar alguma novidade da autora que chegue por aqui, de preferência se for algo do mesmo universo dos remanescentes não é? DarkSide acertou em cheio com essa autora para o seu selo DarkLove, o que trouxe muito mais visibilidade para as obras das autoras femininas da editora. 

A edição está maravilhosa como sempre né, não tem o que falar dos livros da editora, simplesmente que são esplêndidos. Apenas alguns errinhos de revisão que pude perceber, e também, qual editora não tem? No mais, estão de parabéns! Amei o mapa azul desse volume. ^^

Quem aí já leu? 
Beijos

domingo, 11 de junho de 2017

[Resenha] A escalada de Eva III: A face a face – Elaine Elesbão


Resumo: A vida não cansa de pregar peças em Eva e Thomas e, para suportarem e superarem as adversidades, eles terão que aprender a lidar melhor um com o outro a fim de não perderem aquilo que mais prezam... O amor.
O amor é mesmo a maior força que existe? Pode o amor resistir a tudo?
Eva e Thomas serão novamente testados e fatos do passado ressurgirão para provar que nem tudo é exatamente como parecia ser.
O que Thomas viveu que o transformou no homem que ele é? O que Eva estará disposta a fazer para permanecer ao lado do seu grande amor? Agora, eles irão descobrir que a verdade pode demorar, mas sempre vem à tona.
Será que a morte do Nicolas foi mesmo um acidente? E quando o seu maior inimigo é uma pessoa em quem você confia?
E se você reencontrasse alguém que achou que tivesse perdido, e esse alguém suscitasse em você um amor ainda maior e incondicional?
Descubra todas as respostas, questione-se, admire-se e emocione-se com Face a Face, o último livro da trilogia hot A Escalada de Eva, que garante aguçar os seus sentidos, arrepiar a sua pele e satisfazer a sua curiosidade.

Bom dia leitores, para quem leu ou viu as resenhas dos dois livros anteriores, o desfecho da história é muito emocionante e sem sombra de dúvidas um tanto quanto inesperado.

O casamento saiu!
Após algumas reviravoltas, Eva chega para se casar com Marco, e descobre na verdade que irá se casar com Thomas.
Um feito um tanto quanto estranho, mas que fora devidamente explicado posteriormente.
E Marco aos pés do altar a libera do compromisso por acreditar que ela ama Thomas.
Quando Eva chegou para se casar acreditando que se casaria com Marco, ela na verdade já estava casada com Thomas, o casamento fora realizado por meio de procuração, que ela assinou para seus pais organizarem o casamento.
Após o casamento sua secretária pede demissão e simplesmente desaparece. Depois Eva descobre que ela dormira com Marco, noites antes do casamento.
O último livro da trilogia, mostra inicialmente a nova rotina da vida do casal, como eles estão se adequando a nova vida.
Eles se mudam para Ribeirão Preto, onde Eva abre uma filial do escritório de advocacia, enquanto Thomas inicia os trabalhos na clínica junto a seu irmão Lucas e suas primas.
Ambos sempre vão para São Paulo aos finais de semana para organizarem suas vidas ao que ainda ficaram lá, alguns compromissos e reuniões de Eva, e alguns pacientes que Thomas continua acompanhando.
Só que a todo momento o passado bate a porta deles.
A ex de Thomas (Amanda) que já está grávida, afirma que o filho é de Thomas. Segundo ela eles ficaram juntos quando Eva e ele estavam separados, onde ele se afundou numa bebedeira e diz não se lembrar de nada. Só que a dita cuja (Amanda) começa a infernizar a vida do casal.
Acaba que ora Amanda, ora Marco sempre aparecem e causam uma confusão ou outra.
Eles tentam aos trancos e barrancos levar a situação de forma mais amena o possível.
E meu Deus, a paciência de Eva é levada ao limite nesse livro.
Tem um momento que eu cheguei a bufar aqui gente! A ex é tão sem noção e tão recalcada que bate na casa dela de mala e cuia literalmente, diz que veio pra ficar pois os pais dela estão viajando e ela não pode ficar sozinha no final da gravidez.
Eva, também tem um mal pressentimento e começa a se preocupar com Patrícia, que não deu mais notícias, mudou de telefone, e-mail e tudo mais.
Um amigo de Thomas reaparece meio que de paraquedas na história novamente, Benjamim, um cara antipático que Eva acabou achando que era uma grande amigo da onça, e que fazia piadas fora de hora e sem o mínimo de bom senso.
É interessante como as famílias de Eva e de Thomas são entrosadas, todos sempre muito unidos, e participam ativamente nessa nova fase.
Agora o desfecho dessa história é quase um tapa na cara!
O título do livro combina muito com a história. Eva fica face a face com o passado, e todos os segredos são revelados! A pena é que tudo acontece num momento onde a gente não sabe se chora, se desespera ou se grita.

Ressalto mais uma vez o desempenho da escritora Elaine. Que nos deixa fascinada com a forma de desenrolar a história. Nada passa despercebido a ela, que aproveita todas as brechas pra acrescentar um ponto muito importante.
Será que Eva vai conseguir lidar com tantos problemas, e se manter firme na decisão de ficar com Thomas?!
Quem leu o trilogia? O que acharam, postem aqui nos comentários.

Beijinhos =)


domingo, 28 de maio de 2017

[Resenha] A escalada de Eva II: A face revelada – Elaine Elesbão

Resumo: Eva Fiore nunca mais foi a mesma desde o seu encontro com o apaixonante, temperamental e misterioso doutor Thomas Valente, quando o amor que os arrebatou trouxe uma nova perspectiva para as suas vidas. Agora, eles irão descobrir que a semelhança entre Thomas e Nicolas não é um mero acaso e entenderão que o passado e o presente estão entrelaçados de maneira surpreendente. O que Eva ainda não sabe é que os segredos, quando revelados, têm o poder de mudar o curso de uma história e de transformar as pessoas. O que Thomas ainda não sabe é que o amor muitas vezes pode não bastar, mesmo quando é imenso, intenso e verdadeiro. Será que a forte e controlada Eva Fiore será capaz de enfrentar o seu maior receio? Será ela capaz de superar novamente o abismo? E o Thomas saberá lutar contra seus demônios interiores e provar que merece um lugar de destaque na vida que lhe foi roubada? E você será capaz de compreender que alguns acordos merecem ser descumpridos? Desvende segredos, encante-se, emocione-se e apaixone-se com A Face Revelada, o segundo livro da trilogia A Escalada de Eva, que promete mexer com seus conceitos e incendiar a sua libido.

Bom dia leitores, para quem leu ou viu a resenha do primeiro livro, essa segunda parte é bem reveladora.

Após a viagem que mudaria a vida de Thomas, eles descobrem a verdade sobre a sua origem, Thomas é na verdade irmão gêmeo de Nicolas, que foi dado por sua mãe Lourdes a irmã Lúcia, após chantagem emocional feita com a irmã, após um aborto que a levou a infertilidade.
O problema é que essa é uma informação que pode abalar para sempre a relação entre ele e Eva, que ainda não contou a verdadeira relação que possuía com Nicolas.
Thomas que sempre se sentira solitário descobre que faz parte de uma grande família, que tem um pai, 4 irmãos vivos, 4 cunhadas, alguns sobrinhos, primas... Enfim ele se sente feliz por essa nova fase em sua vida
Os dois já estão morando juntos e começam a rotina de uma vida a dois, enquanto Eva se preocupa e tenta de várias formas contar a ele a verdade.
Após algum tempo ela decide que não pode mais esperar e resolve contar a verdade.
Só que o destino agiu de forma traiçoeira, e quando Eva chega em casa encontra Thomas no quarto, abalado e ele havia guardado as malas no sótão, e precisou mover uma caixa, quando a pegou o fundo se soltou revelando seu conteúdo.
Eram as memórias de Eva. De todos os anos que havia passado ao lado de Nicolas, as cartas, fotos e até as alianças deles. Ele a questiona o motivo daquela mentira.
Ela tenta explicar pra ele sobre o receio do que ele poderia pensar, que ela estava com ele apenas pela aparência, eles discutem, ela lhe pede que lhe escute e ele a informa que está indo embora, e que suas coisas já estão no seu carro.
Dessa forma, Eva que aprendeu a ser uma mulher forte e independente percebe que ele nunca iria ouvi-la, que ele já havia tomado sua decisão, e assim não insiste mais.
Após duas semanas sem nenhuma palavra ou notícias dele, e sofrendo demais, Eva embarca para Punta Cana, para relaxar.
Mas ao chegar lá é surpreendida por Marco, um cliente com quem Eva ficou uma vez (Há dois anos), e que sempre que tem a oportunidade gosta de importuná-la e assediá-la (Marco está no primeiro livro, inclusive numa situação onde Thomas salva a mocinha das garras dele, só pra quem ainda não leu saber que o Marco não caiu de paraquedas aqui).
Então Eva descobre que ele mantem contato com sua secretaria e que fora a mesma que lhe informou que ela iria sair de viagem para Punta Cana.
Após algumas investidas dele, Eva se deixa ser amparada e mimada por ele.
E ele lhe faz uma proposta, de que lhe ajudará e que quando ela se decidir por esquecer Thomas, e perceber que ele não vale o seu sofrimento, lhe dará uma chance, mas que não poderá mais conceder nada ao Thomas, nem que ele lhe implore. E que dessa forma eles se casem.
Eva lhe diz que precisa pensar e ele é paciente (Embora a gente fique na dúvida se ele tem sido mesmo amigo dela ou um aproveitador sacana, que na situação dela, acho que se encaixa perfeitamente na segunda opção).
Então ela recebe uma ligação de Patrícia que lhe informa que viu Thomas em Ribeirão Preto com uma mulher loira que estava de mãos dadas com ele. Imediatamente, Eva pensa se tratar de Amanda uma ex de Thomas que não para de correr atrás dele. Acreditando que ele está seguindo em frente, Eva decide por se casar com Marco.
E assim eles voltam para o Brasil, ela para são Paulo e Marco para Fortaleza.
Quando ela informa a seus pais sobre o que decidiu, e pede ajuda para organizar o casamento a sua mãe, seu Guido pai de Eva dispara que não aceita, diz que ele é um aproveitador, que ela não terá sua benção e que não a levará a igreja.
Eva volta para seu apartamento recém decorado por sua mãe, enquanto ela esteve fora. E resolve devolver o colar com o coração de diamante que recebeu de Thomas. No outro dia ela pede que Patrícia providencie a entrega do mesmo a Thomas.
A noite ele aparece para lhe questionar, o porquê dela o devolver. Ela lhe informa que não vê mais sentido e que irá se casar com Marco.
Thomas se transforma e a partir daí descobre que não quer que ela se case com outro e que lutará por ela.
A questão é que Eva firmou um compromisso, com Marco e ela não vai desistir desse casamento, isso caberá a ele, não a ela, ela prometeu que não daria outra chance a Thomas.
Com os preparativos do casamento e data se aproximando, Thomas resolve lhe demonstrar o quanto a ama, e todos os dias, passa a mandar uma mensagem, uma rosa, um cartão.
Poucos dias antes do casamento, Thomas aparece no prédio de Eva, com febre, pedindo ajuda, ela o recebe e cuida dele. Quando ele se recupera eles ficam juntos e Eva tem a certeza de que não poderá jamais sentir com Marco o que tem com Thomas.
Com Eva totalmente balançada, será que o casamento com Marco vai sair??

Tantas emoções, tantas reviravoltas, como não se encantar pela história de Eva??
E vocês leram a segunda parte da história de Eva??
O que acharam, postem aqui nos comentários.
Beijinhos =)

domingo, 21 de maio de 2017

[Resenha] Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh

Título: Ligeiramente Perigosos (Os Bedwyns 6)
Título Original: Slightly Dangerous
Autor: Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Ano: 2017
Páginas304
Bom dia leitores.
Hoje a resenha é do sexto e ultimo livro da série Os Bedwyns da Mary Balogh que nos trouxe uma família aristocrática conservadora e que cheia de irmãos sarcásticos e arrogantes; essa é uma das minhas séries de romance de época favoritas, juntamente com Os Bridgertons(Julia Quinn) e As Quatro Estações do Amor(Lisa Kleypas).

À primeira vista cada personagem possui seus defeitos, mas conforme fomos acompanhando a cada livro fomos nos encantando e apaixonando cada vez mais por cada um e suas personalidades únicas.

Lorde Wulfric Bedwyn, Duque de Bewcastle, é um homem totalmente reservado e antipático para toda a sociedade londrina. E apesar de acompanharmos algumas das incríveis atitudes dele em relação à seus irmãos e irmãs ao longo dos livros anteriores, ainda assim era difícil de acreditar que ele pudesse ser humano além de suas obrigações como duque.

Mais difícil ainda seria imaginar que ele seria capaz de se apaixonar, até mesmo porque nesse livro vamos nos aventurar a fundo na personalidade complicada de Wulf e compreender como é difícil para ele se relacionar com os outros ou demonstrar seus sentimentos.

Ele foi criado para ser um duque, para nunca se deixar abalar e nem se envolver. Mesmo mantendo a mesma amante por quase dez anos, o duque nunca se envolveu tanto com ela, mas depois de sua morte prematura e a idade pesando as costas de Wulf ele passa a se perguntar se poderia haver algo mais.

Então decide que talvez poderia encontrar outra amante, já que essa é uma posição que muitas mulheres desejariam. É aí que ele conhece Christine Derrick, que aos 29 anos é viúva do irmão mais novo do visconde de Elrick, uma grande mulher que passou por situações complicadas desde a morte do marido. 

Christine é uma mulher do interior e de família humilde, que adora ajudar ao próximo. Cheia de vida ela vive com sua mãe e irmã, uma família que ama, uma vez que não teve filhos com o marido. Ao ser convidada pela prima de seu falecido marido e sua melhor amiga para comparecer em um evento em sua propriedade por duas semanas, Christine tem toda a intenção de recusar, mas acaba sendo convencida pela amiga.

Afastada da nobreza londrina desde a morte do marido, Christine não sabe como reagir no meio dos convidados ainda mais com a presença de seu cunhado Basil e sua esposa Hermione, com quem não possui contato há tempos, então decide ficar invisível, mas sua personalidade cativante acaba se tornando a atração dos convidados e seu carisma natural atrai a amizade e admiração de todos.

Até mesmo o frio Duque de Bewcastle não resiste a atração que passa a sentir pela Sra. Derrick, uma mulher totalmente abaixo de seu nível e que chega a ser vulgar em suas atitudes, mas sua espontaneidade e felicidade mesmo com sua vida simples acaba por tornar-la ainda mais atraente.

Para Christine, Wulfric Bedwyn seria o último homem na face da terra com quem seria feliz, mas a proximidade entre os dois acaba por apresentar a ambos como estavam enganados em relação um ao outro.

A narrativa da Mary é envolvente e flui com uma rapidez incrível, os personagens são complexos e bem explorados e acabam por nos emocionar com suas histórias cheias de percalços e dificuldades. Conhecer mais sobre Wulf foi maravilhoso, pois ele era um personagem que me intrigava desde o início, e os poucos vislumbres de bondade e amor que era percebido nos outros livros me fizeram ansiar mais ainda por seu livro.

Ele é um homem focado em suas responsabilidades, que desde novo foi treinado para isso, o que acabou por eclipsar a personalidade do menino travesso e cheio de vida que um dia foi. Mas apesar da frieza do duque, bem no fundo ele ainda é apenas um homem, e ver ele descobrir isso foi emocionante. 

Christine é uma mulher que já sofreu muitas desilusões na vida e vê em sua vida simples com sua mãe e irmãs algo estável e feliz, e com sua personalidade cheia de vida sofre com o machismo e preconceito de uma época que acredita que uma mulher deveria se comportar como uma dama e obedecer a tudo que lhes é imposto.

A aproximação do casal foi gradual e não abrupta, eles acabam se envolvendo e se atraindo cada vez mais um para o outro, mas ambos possuem suas limitações emocionais e pessoais e precisam descobrir como driblar tais dificuldades se quiserem realmente ficar juntos. Em nenhum momento os personagens mudam sua personalidade ou se tornam pessoas diferentes, eles apenas descobrem que já eram assim antes e aprendem a viver felizes ao aceitarem as diferenças um do outro.

Foi um desfecho maravilhoso para uma série super fofa! A reunião dos Bedwyns com seus cônjuges e filhos foi algo pelo qual eu estava super ansiosa, é impossível não se encantar com cada um desses integrantes dessa grande família, com todos os seus defeitos e situações escandalosas.

O livro é tão parecido com Orgulho e Preconceito, mas tão original em seus personagens e situações que acabou me encantando de uma forma diferente. Foi uma bela homenagem a um clássico que eu amo demais!

A edição é a padrão da Arqueiro, e a capa está linda como sempre. A revisão está muito bem feita, e o material das páginas é muito bom, com as paginas amareladas e as letras de tamanho agradável para a visão. 

Tomara que a editora traga algo mais da autora para nosso entretenimento. ^^

Livros anteriores:
- Ligeiramente Casados (1)
- Ligeiramente Maliciosos (2)
- Ligeiramente Escandalosos (3)
- Ligeiramente Seduzidos (4)
- Ligeiramente Pecaminosos (5)

Quem aí já leu ou tem vontade de ler? Me conta o que achou.
Beijos

domingo, 14 de maio de 2017

[Resenha] A escalada de Eva: As duas faces de uma história - Elaine Elesbão


Resumo: Há uma década a vida de Eva Fiore foi marcada por uma tragédia - a perda do seu grande e único amor. Na esperança de esquecer o passado, ela se reinventa tornando-se uma profissional bem-sucedida que é admirada por ter assumido com muita competência o escritório de advocacia da família. Essa mulher atraente e talentosa nunca mais conseguiu se relacionar emocionalmente com alguém, e nenhum dos inúmeros homens que ficam caídos aos seus pés foi capaz de despertar os seus sentimentos ou ressuscitar o seu prazer. No dia em que a sua perda completa dez anos, Eva, inesperadamente, depara-se com um homem exatamente igual ao seu antigo amor. Será um devaneio? Um delírio? Uma alucinação? O que Eva não sabe é que o passado e o presente estão entrelaçados e, na tentativa de descobrir como um homem pode possuir o mesmo rosto de outro, acaba deixando-se envolver. Apaixona-se e cai nos braços do ardente e irresistível Thomas Valente, um médico temperamental e sedutor que cheira a encrenca e a sexo. O tórrido romance, repleto de desejo e segredos, vivido por Eva e Thomas os transforma completamente e faz com que as suas vidas sofram uma enorme reviravolta.

Bem minha gente, oficialmente estou de volta!! 
Esse livro me prendeu pela história super diferente e muito cativante.
Não conhecia a autora, mas confesso que acabou se tornando uma das minhas favoritas. Elaine Elesbão está de parabéns pela obra que é um drama, romance, suspense tudo num livro só!
É a primeira vez que um livro nacional me prende tanto, e é tão cheio de reviravoltas

Eva perdeu seu amor ainda muito jovem, vítima de um atropelamento cujo caso até hoje não resolvido.
Ambos estavam na faculdade, ela cursava direito e Nicolas medicina, que sonhava em seguir carreira na área da Neurologia. Ele fora seu primeiro namorado e melhor amigo desde a infância.
Dez anos depois ela se tornou uma advogada bem sucedida e com fama de destruidora de corações.
Nunca mais teve nenhum relacionamento sério. Nunca quis assumir nada com ninguém.
E no auge de seus 32 anos de idade, ela se tornou uma mulher bonita, rica e poderosa. No décimo aniversário de morte de seu amado, o que parecia impossível acontece.
Ao descer para uma importante reunião em seu escritório, ela vê Nicolas, sentado, como se tivesse esperando algo. Na verdade não é Nicolas, mas sim como ele seria dez anos depois do trágico acidente.
Quando seu olhar se encontra com o dele, ela percebe que eles possuem o mesmo brilho que havia nos olhos de Nicolas. Então ela arruma coragem e vai até ele e pergunta se ela não a reconhece.
Ele diz que não, e se lembraria dela caso a conhecesse. Ele entra para a reunião com outra advogada, Dra. Sara, quem depois ela questiona e acaba por descobrir aquele é o Doutor Thomas, pediatra, tem 33 anos e se meteu em uma briga de bar, por isso procurou o escritório para encontrar uma advogada que cuidará de sua defesa.
A verdade é que ela ficou muito mexida, cancelou todos os seus compromissos e foi para casa.
Após uma noite muito mal dormida, Eva retorna no outro dia prestes a esquecer aquele homem, mas é surpreendida quando Patrícia sua secretária e amiga pessoal lhe informa que o Doutor Thomas a está aguardando.
Eles conversam, e ele questiona porque ela o olha como se conhecesse sua alma. Ela apenas lha informa que ele é muito parecido com seu melhor amigo de infância que já veio a falecer.
Após o receber e alguma insistência por parte dele, eles saem para tomar um café e Eva acaba se envolvendo com Thomas.
E uma atração arrebatadora, cheia de intimidade, carinho e muito sexo!
Só que quanto mais ela conhece Thomas, mas ela desconfia de seu parentesco com seu antigo noivo, a quem ela ainda não havia informado sobre o antigo relacionamento.
Thomas tem uma história bem peculiar, fora criado apenas pelo pai (Antônio), e foi registrado por uma antiga namorada deste (que não era a mãe biológica a qual ele nunca soube sequer o nome), mas após dois anos os mesmos se separaram e o mesmo não teve mais a presença materna. O pai era um alcoólatra e colecionava relacionamentos que não deram certo. Foi apenas quando Antônio adoeceu que sua mãe a Dona Diva, veio de longe para assumir os cuidados do filho e do neto.
Ele se tornou um bom homem, mas com problemas com a bebida, que o deixava violento, mas também um homem carente, inseguro e muito ciumento, o que causava algumas situações um tanto quanto conturbadas com Eva.
Quando seus pais o conhecem eles começam a se questionar sobre o passado dele (pelas costas é claro) é apenas quando Eva o leva para conhecer William pai de Nicolas que ela o conta sobre a semelhança e a suspeita de parentesco dele com seu falecido amigo.
Após algumas teorias levantadas por William, Guido e Evinha (pais de Eva) eles contratam um detetive para procurar a suposta mãe (Lucia irmã de Lourdes - mãe de Nicolas) de Thomas que o abandonou aos cuidados de um pai que não era pai biológico de Thomas, uma vez que o mesmo não podia ter filhos. (Estão conseguindo acompanhar?? Olha isso minha gentee!!)
O mais impressionante é que Thomas depois que passou a ser assistido por sua avó, analfabeta, mais que nutria um carinho enorme por ele, e as coisas sempre foram melhorando.
Thomas sempre estudou em escola particular, teve residência própria e ingressou na faculdade de medicina aos 17 anos. O detetive descobre que Lucia sempre o acompanhou de longe, e o assistiu desde que fugira de seu pai tantos anos antes. Eles sempre receberam fundos de Lucia, que o sustentou e cuidou para que o mesmo conseguisse ter um futuro.
Então eles embarcam numa viagem que pode mudar tudo, rumo a descobrir qual a relação de Thomas com a família Chapman.

A escalada de Eva é uma trilogia que me fascinou e me prendeu desde o início até o final do livro. 
Eu não sabia se ficava chocada ou assustada conforme a leitura ia fluindo. 
Eu o li em e-book e achei muito bacana, não percebi erros de concordância e escrita que quase sempre possuem.
Alguém por aí já leu??
Se sim postem nos comentários o que acharam.
Beijinhos  a até... =)

domingo, 7 de maio de 2017

[Resenha] Uma Noite Como Esta - Julia Quinn

Título: Uma Noite Como Esta (Quarteto Smythe-Smith 2)
Título Original: A Night Like This
Autor: Julia Quinn
EditoraArqueiro
Ano2017
Páginas: 272
Bom dia.
A resenha de hoje é do segundo livro do Quarteto Smythe-Smith da Julia Quinn que foram lançados pela Editora Arqueiro em fevereiro. O primeiro livro tem como personagem principal Honoria Smythe-Smith que encontra seu grande amor em Marcus, o melhor amigo de seu irmão Daniel.

Nesse segundo volume temos Daniel Smythe-Smith, o jovem conde de Winstead,  que devido a uma noite de bebedeira acabou entrando em um duelo com seu amigo Hugh Prentice o que não terminou bem para nenhum dos dois. Hugh acabou com um ferimento grave na perna e Daniel acabou tendo que fugir da Inglaterra para escapar da fúria de Lorde Hallmere, pai de Hugh.

Três anos após sua vida mudar drasticamente, Daniel recebe a visita de Hugh em seu exílio, garantindo ao amigo que ele pode voltar para casa que nada irá lhe acontecer. E é nesse ponto que terminamos a leitura de Simplesmente o Paraíso, com Daniel retornando para casa em meio ao concerto anual de sua família.

Ao se esconder para não atrapalhar o concerto ou chamar atenção dos convidados para sua chegada, Daniel acaba analisando as primas presentes no concerto desse ano e se surpreende com a bela mulher presente ao piano e acaba se encantando com a estranha que com certeza não é de sua família.

Anne Wynter é uma mulher com um passado misterioso e muito reservada, uma linda mulher que foi contratada para ser governanta das jovens senhoritas Pleinsworth. Pega de surpresa ao ter que participar do concerto das Smythe-Smith no lugar da mais velha das filhas Pleinsworth, Sarah, Anne se encontra extremamente nervosa, ainda mais quando percebe um cavalheiro estranho a observando por trás do palco. Acreditando que seu passado possa te-la encontrado a jovem se surpreende quando ele a beija assim que o concerto chega a seu fim e logo descobre que o jovem é o conde de Winstead que retornou.

Anne é uma jovem inteligente e carismática e nutre um carinho enorme pela família Pleinsworth e suas três pupilas: Harriet, Elizabeth e Frances. As 3 jovens são personagens adoráveis, principalmente Frances, que eu simplesmente amei, com sua personalidade sonhadora e que imagina ser um unicórnio kkk).

A aproximação de Daniel e Anne não é lenta e desde o inicio é possível perceber o sentimento forte que surge entre ambos, e a certeza com que Daniel percebe seus sentimentos é interessante e em nenhum momento há duvidas quanto a sua decisão, visto que ele é um conde e Anne apenas uma governanta.

O passado de Anne é complicado e ela acredita não merecer nada mais em sua vida. Seu emprego atual é o mais próximo que ela chegou de sentir que possui uma família novamente e os avanços de Daniel pode colocar isso em risco. Mas seu passado também é uma ameaça constante em sua vida e o medo de que algo ruim possa acontecer com as pessoas que passou a amar a deixam aflita.

A narrativa da Julia como sempre é fluida e envolvente e as historias que ela escreve são encantadoras, com personagens cativantes desde os principais aos secundários. Estou adorando conferir mais essa série dela e não vejo a hora de começar a leitura do terceiro livro.

A edição da arqueiro está bem ao estilo de seus romances de época, com uma capa maravilhosa e um material delicioso ao toque, meio aveludado e fosco. A diagramação e revisão está ótima e a letra de um tamanho confortável para leitura, que pela quantidade de paginas, é super rápida. O box que a editora lançou está simplesmente lindo!

Super recomendo se você já leu algo da autora e como eu já é apaixonada, e se você curte romances de epoca e ainda não leu nada da Julia, corre que você não sabe o que está perdendo.

Já leu? Me conta o que achou.
Beijos

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Na Minha Caixa De Correio #56

Bom dia!
Vamos ver os últimos livros que chegaram por aqui no mês de abril? Foram poucos mas são livros bem aguardados!
- Abominação - Gary Whitta
- The Beauty Of Darkness - Mary E. Pearson
Eu comprei esses dois livros juntamente com o Medo Clássico do Edgar Allan Poe e A Guerra Que Salvou Minha Vida, mas como estavam em pré-venda eles demoraram um pouco mais para chegar por aqui. Ainda não comecei a ler nenhum mas estou super ansiosa, e com certeza serão lidos logo logo. Não vejo a hora de reencontra a Lia e conferir o desfecho da história. Abominação tem gerado opiniões bem positivas e estou curiosa para ler porque eu amo os vikings e adoro tudo que os tenha envolvido de alguma forma.

- A Margem das Sombras - Brent Weeks
- Ligeiramente Perigosos - Mary Balogh
Em parceria com a editora Arqueiro eu recebi esses dois lançamentos do mês. Ligeiramente Pecaminosos é o sexto e último livro da série Os Bedwyns, da família mais escandalosa e sarcástica da alta sociedade londrina, e A Margem das Sombras é o segundo livro da trilogia Anjo da Noite que se iniciou com Caminho das Sombras, e que foi uma leitura surpreendente então não vejo a hora de ler a continuação. ^^ 

Infelizmente esse ano o blog não renovou a parceria com a editora, mas ela sempre vai continuar em meu coração! O amor vai continuar e as leituras também, se deus quiser. Agradeço enormemente a oportunidade e quem sabe um dia tenhamos mais uma oportunidade.

E aí quem já leu algum? Estou ansiosa por mais essas aventuras. *----* Me contem o que acharam mas sem dar spoilers hein.
Beijos

domingo, 30 de abril de 2017

[Resenha] A Cruz de Fogo Parte 1 - Diana Gabaldon

TítuloOutlander A Cruz de Fogo - Parte 1 
Título Original: The Fiery Cross - Outlander 5
AutorDiana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Ano2017
Páginas: 720
Bom dia aventureiros!
Hoje a resenha é desse livro que eu estava super ansiosa esse ano. Eu amo Outlander! E não vejo a hora de conferir todos os livros (vai demorar hahaha). Esse é o quinto livro parte 1, dessa série que está sendo lançada pela Editora Arqueiro atualmente. A parte 2 será lançada agora no mês de maio e estou super animada para adquirir o meu.

Para quem nunca leu, a história gira em torno de Claire Beauchamp, uma enfermeira que após o fim da segunda guerra Mundial viaja com o marido Frank Randall para a Escócia em uma segunda lua de mel, mas que em um passeio por um local com um circulo de pedras acaba sendo levada através do tempo para 200 anos antes em meio a escoceses das terras altas e tramas de antigos clãs sob o julgo da Inglaterra. Lá Claire conhece Jamie Fraser, um jovem escocês por quem se apaixona. (A PARTIR DAQUI HÁ SPOILERS DOS LIVROS ANTERIORES)

Após as reviravoltas na vida dos dois e a separação pelo tempo e espaço, Claire e Jamie finalmente estão juntos de novo e depois da rebelião fracassada tiveram que tentar construir suas vidas nas colonias americanas. A Cordilheira dos Frasers tem crescido mais a cada dia, porém a vida não é nada fácil nos EUA do século XVIII.

Após a família crescer ainda mais com a vinda de Brianna e Roger do futuro também pela passagem de pedras, as responsabilidades de Jamie para com sua família se consolida ainda mais. Brianna e Roger finalmente formalizam sua união aos olhos de Deus, mesmo não sendo da forma que Jamie esperava para sua filha, e o pequeno Jemmy está crescendo a cada dia mais forte e parecido com a mãe e o avô.

Mas Claire, Brianna e Roger vem de um tempo onde possuem conhecimento de que a guerra está por vir e Jamie se prepara para que possa proteger sua família e as famílias que vivem na cordilheira. É bem perceptível o amadurecimento de Jamie e de Claire durante os livros anteriores, e nesse ponto também é possível perceber como a vida dura no campo afeta o desenvolvimento de Brianna e Roger, e os une cada vez mais como família, mesmo com a duvida em relação a paternidade do pequeno Jemmy.

A narrativa da Diana é muito envolvente, e a trama nunca fica cansativa mesmo com esse livro que é mais tranquilo e mostra mais o dia a dia de calmaria (por enquanto!) na vida de Claire e Jamie. Os personagens já me conquistaram tanto que eu quero ler tudo sobre eles, mesmo que seja mais sobre sua rotina.

O livro termina com um gostinho do que está por vir, com um final empolgante e cheio de promessas para o próximo, já estou sofrendo por antecipação kkkk. Acho que já disse em alguma resenha que a Diana é uma excelente contadora de histórias, ela desenvolve seus personagens com uma profundidade ímpar e o ambiente em que se encontram sempre é bem detalhado e muitas vezes com fatos históricos como pano de fundo, o que deixa a história bem interessante.

Já disse que estou ansiosa pela Parte 2 e também nao vejo a hora de lançarem o sexto livro, o que seria muito bom se fosse ainda esse ano, mas não sei né, é aguardar as novidades da editora. Que eu soube a autora está escrevendo o nono livro(palmas para ela, não quero que acabe... :/)

A diagramação está boa e a revisão também, mas deixaram passar alguns errinhos bobos, mas que em nada atrapalham a leitura. A capa está bem linda e me chamou muito a atenção. RECOMENDO MUUITO! Se você curte romances históricos com intrigas políticas e misturados com fatos reais é uma ótima opção, além de alguns poucos elementos fantásticos e misticismo que estão presentes. É uma trama apaixonante!

Um aviso, não se assustem com o tamanho dos livros e não desanimem. A história é incrível, maravilhosa e a leitura passa tão rápido que deixa com aquele gostinho de quero mais. Vale a pena insistir. :)

Quem aí ja leu? Me conta o que achou. Se ainda não leu me diz se ficou curiosa.

Beijos

terça-feira, 18 de abril de 2017

Lançamentos de Abril: Arqueiro

Bom dia aventureiros.
Bora conferir algumas novidades literárias da Arqueiro para esse mês de Abril?
Para ver mais sobre o livro é só clicar na imagem!
Esse mês, dando continuidade a algumas séries, chega o sexto e último livro da série de romance de época Os Bedwyns da Mary Balogh e eu amei essa família e não vejo a hora de poder conferir este último volume! ^^
Além do segundo volume da trilogia Anjo da Noite do Brent Weeks, A Margem das Sombras é continuação de Caminho das Sombras lançado ano passado, uma obra de fantasia dark que narra as aventuras de Kylar Stern, um assassino habilidoso.
 
Tem novidade do Tio Nick também! O autor que já possui vários livros lançados por aqui e vários deles adaptados para o cinema/tv, veio ao Brasil no começo desse mês para divulgar seu novo livro Dois a Dois e parece que lotou as sessões. Eu queria ter ido mas como moro em interior é bem difícil e fiquei só na vontade, mas estou curiosa para ler a obra. 
Uma das grandes apostas é o thriller Boneco de Pano do Daniel Cole. Outras novidades são Um Menino Em Um Milhão da Monica Wood e Amanhã Eu Paro de Gilles Legardinier que parecem ser histórias emocionantes e divertidas.

Como sempre a editora arrasa os nossos corações a cada mês não é mesmo? Eu confesso que fiquei curiosa com todos os livros hahaha mas estou mais ansiosa pelo do Brent Weeks e o da Mary Balogh para dar continuidade as séries que eu já acompanho, e também quero muito o novo do Nicholas e Boneco de Pano. ^^

E vocês gostaram de quais? Já leram algum?
Beijos