segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Resenha: Tentação Ao Por Do Sol - Lisa Kleypas

Título: Tentação Ao Por do Sol - Os Hathaways 3
Título Original: Tempt me at Twilight
AutorLisa Kleypas
EditoraArqueiro
Ano2014
Páginas: 272


Boa noite!
Essa resenha era para ter sido postada ontem, mas teve um temporal aqui e acabou a energia a noite toda e me impediu de postar. Mas hoje finalmente aqui está!
Eu voltei a ler os livros da série Os Hathaways, que dei um tempo para ler os outros que eu estava mais ansiosa para conferir e acabei levando uma vida kkkkk. O livro da vez foi o terceiro da série composta de 5 romances e a protagonista da vez é a Poppy Hathaways, a quarta filha, que aos 23 anos sonha com uma vida tranquila e normal o que para os Hathaways é difícil de ocorrer.

Após 3 temporadas mal sucedidas em Londres, Poppy finalmente parece ter encontrado o seu par ideal, Michael Banning é herdeiro de um nobre e se encanta com a jovem Hathaway, porém, por sua família ser muito conservadora decide seguir com cuidado ao cortejar Poppy em segredo até que possa convencer seu pai a aceitar o enlace entre os dois.

Nesse meio tempo, ao se esgueirar pelo hotel em que costumam se hospedar ao ficarem em Londres, à procura do furão de Beatrix que roubou uma das cartas que Michael lhe enviara, Poppy acaba se esbarrando no reservado dono do hotel, Harry Rutledge, um americano cheio de segredos e perigoso, mas dono de uma juventude e beleza que a deixam balançada.

Harry vê em Poppy uma jovem inteligente, impetuosa e totalmente diferente de qualquer outra dama da alta sociedade e se empenha em descobrir mais sobre ela. Sempre na sua, Harry Rutledge é um homem que evita festas da sociedade e que possui muitos inimigos, mas que construiu um império e uma fortuna com muito trabalho duro.

Eu gostei bem mais desse terceiro livro do que os dois primeiros que eram bons, a narrativa da Lisa continua igual: leve, divertida e fluída. E os personagens são bem complexos e cheios de sentimentos, no início confesso que não gostei das atitudes de Harry, até porque ele é mais do que um protagonista nessa história, ele nos é retratado como um vilão até certo ponto, um anti-herói, que luta pelo que quer não importando com quem atinga no caminho.

Sua possessividade, ciúmes e a mania de controlar tudo e todos foram fatores que me fizeram detestar ele quase o livro todo hehehe mas todas suas atitudes tem um motivo muito profundo que vem de um passado conturbado. Entretanto, apesar de todas suas maquinações e tramas implacáveis para atrair Poppy, ele a trata com carinho e cuidado e conforme a convivência dos dois cresce, Poppy consegue moldá-lo a ela. Ela não muda a personalidade dele, pois intimamente ele não é um homem ruim, ela ensina a ele como amar e ser amado e que juntos podem levar uma vida tranquila e feliz, cercados de pessoas leais e amigas.

Todo esse crescimento pessoal dos personagens me agradaram bastante, o que fez com que o livro fosse diferente dos outros para mim. Paralelamente, conhecemos um pouco mais sobre uma personagem tão misteriosa quanto Harry, Catherine Marks, a tutora de Poppy e Beatrix. Catherine também tem um passado sombrio e nesse livro descobrimos uma ligação com Harry Rutledge e fiquei ainda mais curiosa para conhecer o passado da moça, o que me deixa ansiosa para ler o próximo livro.

Para quem gosta de romances de época é uma boa leitura e super rápida. Não é das minhas séries favoritas, mas ainda adoro essa família peculiar e totalmente diferente. A revisão da arqueiro está boa e a capa como sempre acontece nos romances de época está linda, por mim se fosse aquele material fosco seria ainda mais lindo, mas mesmo assim visualmente está bem chamativa.

Essa é a dica dessa semana. E aí já leu? Me conta o que achou ou espera da história.
Beijos

domingo, 29 de janeiro de 2017

Resenha: A Cidade Dos Espelhos - Justin Cronin

Título: A Cidade Dos Espelhos - Trilogia A Passagem Livro 3
Título Original:  The City Of Mirrors
Autor: Justin Cronin
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas: 688
Bom dia!
Esse mês de janeiro está complicado para mim e ando meio sumida daqui né, mas vou tentar colocar as coisas em dia logo. =)
Hoje é dia de resenha e o livro é o desfecho da trilogia A Passagem do Justin Cronin e que foi lançada pela arqueiro em novembro. Eu resenhei o segundo livro, Os Doze, há algumas semanas e se você quiser conferir antes é só clicar aqui.

Em A Cidade dos Espelhos muita coisa mudou depois que os Doze foram destruídos por Amy e seus amigos. Mas o preço para a garota de lugar nenhum foi alto, em troca ela precisou abrir mão de sua humanidade e se tornar uma viral.

A vida segue para os sobreviventes do Texas e da Pátria. Alicia sumiu sem dar notícias aos amigos e Peter retorna a Kerrville com o objetivo de se tornar o pai que Caleb precisa, Sara e Hollis constroem sua família com Kate e Pim, Michael encontra em um barco uma forma de extravasar seus sentimentos por Alicia. Em sua viagem em busca de uma barreira que dizia-se que impedia o vírus de se alastrar para o restante do mundo, Michael encontra um navio, que mais parecia um túmulo mas que pode vir a ser a esperança de sobrevivência da humanidade.

Alicia chega a Nova York em busca de Fanning, o Zero, para destrui-lo mas se surpreende com o homem que encontra no lugar do monstro e ele lhe conta a história de antes, de quem era quando humano e o que o levou a se tornar o primeiro viral. Junto de Lucius Greer, Michael se afasta de sua família e seus amigos para trabalhar no navio. Os anos se passam e nenhum viral é visto o que acaba levando as autoridades do Texas a se sentirem mais seguros e abrirem os portões além de povoar outras cidades.

Mas o trabalho de Fanning ainda não está terminado e enquanto os humanos se acomodam e se esquecem do perigo, o Zero planeja seu ataque final e Alicia corre contra o tempo para tentar avisar aqueles que ela ama do que está por vir. Greer, Michael e Peter vão atrás de Amy que se escondia com Carter o décimo segundo dos doze para não ferirem nenhum inocente, mas agora é tempo para a última batalha.

Achei muito bacana conhecer o passado do Fanning, e apesar de tudo o que ele fez é difícil não ter aquele sentimento de tristeza pela pessoa que ele poderia ter sido se tudo tivesse sido diferente. Confesso que fiquei um pouco agoniada com a forma que Peter agiu em relação a Alicia em alguns momentos do livro, ele foi um completo idiota e cabeça dura. =/ Mas acho que foi necessário para chegar onde chegaram. Também queria que o autor tivesse trabalhado mais o final de Michael que é um personagem tão importante e que o da Alicia fosse diferente, entretanto essas coisas não diminuem em nada a história.

Ao terminar de ler esse livro eu não tinha palavras para expressar como estava maravilhada. Uma das melhores leituras que eu já tive o prazer de fazer e sem dúvida nenhuma, uma trilogia que vai ficar marcada como uma das melhores entre a ficção fantástica. A narrativa do Cronin é fluida e muito envolvente, impossível não se emocionar com os personagens e com suas personalidades diversas e complexas. E que desfecho maravilhoso, apesar de triste, tudo se encaixou no final e foi muito bem amarrado sem deixar pontas soltas. Uma história original e inteligente, rica em detalhes.

A edição da arqueiro está boa, mas achei que a revisão precisa dar uma melhorada desta vez, encontrei alguns erros que me incomodaram durante a leitura, mas nada que impeça de continuar a leitura.

Super recomendo a leitura da trilogia! Para quem curte ficção científica, fantasia e histórias de vampiros mas que querem se surpreender com algo diferente e original. Já favoritei! ^^ Me contem o que acharam da história ou da leitura

Beijos

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Aventurando-se Nos Filmes: Assassin's Creed

Lançamento: 12 de Janeiro de 2017(115 min). 
Direção: Justin Kurzel.
Elenco: Michael Fassbender, Marion Cottilard, Jeremy Irons, Brendan Gleeson.
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia.

Boa tarde!
Hoje vamos de dica de filme para o final de semana? Que tal um cineminha com os amigos?

2017 chegou e com ele o aguardado filme baseado nos games da Ubisoft, Assassin's Creed. A trama gira em torno de Callum Lynch(Michael Fassbender), um homem preso por homicídio que é levado por uma organização que utiliza uma nova tecnologia que é capaz de acessar memórias genéticas do passado, onde Callum experimenta aventuras épicas na pele de seu ancestral Aguilar, na Espanha do século XV. O credo dos assassinos é uma organização que há seculo enfrenta os templários e sua tirania, e que juraram proteger com suas vidas um artefato que contém a chave do livre-arbítrio, artefato esse que os templários buscam incansavelmente.

Eu não posso dizer que sou especialista nos jogos, pois joguei uma vez ou outra com meu primo e só um pouco, então não posso comparar muito um e outro. Comprei alguns dos livros lançados da série mas ainda não li nenhum e pelo que soube o filme é um pouco independente dos livros e dos jogos.

O que posso dizer é que o filme satisfaz naquilo a que se propõe, um ótimo entretenimento com muita ação e cenas de tirar o fôlego, saí do cinema com aquele gostinho de quero mais e nem vi o tempo passando enquanto assistia. Com um elenco de peso, Fassbender arrasou no papel de Callum e Aguilar, Marion Cotillard no papel de (iludida) cientista em busca de uma grande descoberta e Jeremy Irons e Brendan Gleeson complementam o time.

Uma trama bem elaborada, recheada de tomadas com muito Parkour e fugas alucinantes, a história se desenvolve aos poucos sem entregar tudo de cara, mas de forma frenética, intercalando passado e presente. Eu particularmente adorei o filme e me deixou mais ansiosa para ler os livros e até jogar todos os jogos. ^^

A única coisa que me deixou curiosa foi a vida adulta de Callum que o levou ao corredor da morte por homicídio, essa parte ficou uma incógnita no filme pois só mostra ele criança presenciando a morte da mãe e fugindo e depois já adulto. Mas as vezes isso pode vir a ser explorado em alguma continuação, não sei, mas senti que faltou um complemento.

Para mim foi um filme muito bom. E você já assistiu? Me conta o que você achou, ou se está querendo ir ver. 

Beijos

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Resenha: E Viveram Felizes Para Sempre - Julia Quinn

TítuloE Viveram Felizes Para Sempre - Os Bridgertons 9
Título Original: Happily Ever After
AutorJulia Quinn
EditoraArqueiro 
Ano2016
Páginas256
Olá leitores!
Fiquei alguns dias ausentes por problemas familiares mas estou de volta. =D

Cadê os fãs de romances de época? É realmente muito triste quando aquela série de livros que a gente ama chega ao fim, mas acontece e a gente precisa aceitar não é mesmo? Mas e quando a autora decide presentear o seus leitores com contos sobre os seus personagens depois que acaba a história? É para derreter os nossos corações... Os Brigertons, família da alta sociedade londrina, composta de 8 filhos e filhas, conquistaram milhares de fãs pelo mundo afora e estão de volta. ^^ 

Em E Viveram Felizes Para Sempre, Julia nos traz oito prólogos que se passam após o fim de cada um de seus livros, trazendo de volta personagens que tanto amamos da família mais comentada da sociedade londrina.

Cada história foca em dúvidas que ficaram para a maioria dos fãs em relação aos seus personagens, como qual o conteúdo das cartas que o pai de Simon, marido de Daphne, deixou para ele e que ele não quis ler num primeiro momento? Quanto tempo se passa até que ele leia e o que o motiva a querer ler tais cartas? Além de focar nessa situação importante na vida do personagem também veremos Daphne ter uma surpresa inesperada e a preocupação de Colin com sua própria família.

No segundo epílogo de O Conde Que Me Amava teremos mais uma deliciosa e divertida partida de Pall Mall em família que vai nos mostrar como está o casamento de Kate e Anthony. Ao final de Um Perfeito Cavalheiro fiquei curiosa por saber o destino de Posy, meia irmã de Sophie, que se torna protegida de Violet Bridgerton e é exatamente sobre ela o segundo epílogo e eu fiquei super animada com a escolha da autora. Eloise foge para se encontrar com Sir Phillip antes de ter conhecimento sobre o grande segredo de Lady Whistledown e agora cabe a Penelope e Colin contar a verdade a ela.

Acho que um dos epílogos mais interessantes foi o de Para Sir Phillip, Com Amor, livro que apesar de não estar entre os meus favoritos da série, me agradou bastante com esse conto. Foi muito bacana conhecer mais sobre Amanda, filha de Phillip e como se tornou o relacionamento de mãe e filha entre ela e Eloise, além de acompanharmos a jovem em um momento de amadurecimento pessoal. Um diferencial é que diferentemente dos outros livros e contos, Julia resolveu escrever essa história em primeira pessoa pelo ponto de vista de Amanda Crane.

Francesca encontrou a felicidade novamente nos braços de Michael, mas uma sombra sempre pairou sobre ela que tinha o sonho de ser mãe, e ver seus irmãos e irmãs com suas famílias cada vez maior a deixava cada vez mais aflita apesar de feliz por seus irmãos. A grande duvida que ficou era se ela conseguiria ter um filho e a história dos dois é tão emocionante e encantadora que também amei demais.

O final de Um Beijo Inesquecível foi enlouquecedor hahaha com a filha de Hyacinth encontrando os diamantes que a mãe vinha procurando em segredo pela casa há mais de uma década, e guarda de volta. Sem dúvida, dado o empenho de Hyacinth em conseguir as coisas que quer e toda as artimanhas que a jovem era capaz seria impossível ela não descobrir os diamantes, a questão era somente "quando isso ocorreria".

E como nem tudo são flores para essa família o epílogo de Gregory e Lucy é cheio de emoção e eles passam por grandes dificuldades, mas juntos conseguem construir uma família tão grande como de Violet. E os nomes que eles escolhem para a todos aqueles filhos ficou no ar e nesse conto somos apresentados aos 9 novos Bridgertons.

Além dos 8 epílogos, ao final temos um conto sobre Violet, a matriarca da família, e caramba que conto incrível, Violet é uma personagem que se tornou mais do que coadjuvante nos oito livros da série, ela cresceu nos corações dos leitores e era o apoio que todos os seus filhos precisaram ou não nos momentos mais difíceis. A autora escreveu um pouco sobre a vida de Violet desde sua juventude até a formação de sua família e desenvolveu uma história linda sobre como o amor familiar pode ser gratificante. Ainda nos ensina que um final feliz é o que você escolher para si, os pequenos momentos de felicidade e ver o filhos encontrarem o amor e construir suas famílias.

Não sei nem como começar a dizer como amei mais esse livro dos Bridgertons, amo tanto essa família e os personagens que não queria que a série acabasse nunca. Com tantos netos acho que daria para escrever mais uns 30 livros hehehe. Mas realmente melhor acabar antes de estragar né? A narrativa da autora continua leve e divertida e emocionante nos momentos certos. A edição da arqueiro é a padrão para os romances de época e a capa está linda! Super recomendo né! Principalmente se você já leu a série ou se está procurando romances de época para ler. ;)

Em fevereiro haverá o lançamento dos 4 livros da série Quarteto Smythe-Smith da Julia também pela arqueiro com a novidade de ser o lançamento simultâneo dos 4 livros, então você pode comprar um ou todos de uma vez e vale lembrar que as Smythe-Smith já apareceram na série dos Bridgertons, então estou super ansiosa.

E aí quem já conferiu esse livro, me conta o que achou ou espera da leitura.
Beijos

domingo, 1 de janeiro de 2017

Resenha: The Heart Of Betrayal - Mary E Pearson

TítuloThe Heart Of Betrayal - Crônicas de Amor e Ódio: Livro II
Título Original: The Remnant Chronicles II - The Heart Of Betrayal
AutorMary E. Pearson
EditoraDarkSide Books 
Ano2016
Páginas402
Bom dia!
Feliz Ano Novo!
Que 2017 seja abençoado para todos nós e que venham mais e mais aventuras literárias para deixar nossos dias mais felizes.
E vou começar 2017 com a resenha desse livro maravilhoso, continuação de The Kiss Of Deception, The Heart Of Betrayal é o segundo livro da série Crônicas de Amor e Ódio da Mary E Pearson e lançada pela DarkSide Books. (Como é a resenha do segundo livro pode conter alguns spoilers!)

O primeiro livro virou sensação rapidinho logo que foi lançado por aqui ano passado e o sucesso foi tanto que a editora que só iria lançar o segundo livro esse ano acabou decidindo antecipar o lançamento para o finalzinho de outubro de 2016. Comprei o meu em pré venda e chegou lá pelo meio de novembro e não iria ler tão cedo, mas a ansiedade falou mais alto pois eu precisava saber o que acontece com a Lia e o Rafe após a chegada ao reino de Venda.

O livro começa de onde o primeiro parou: Lia é prisioneira dos vendanos e chega a Venda sem saber o que acontecerá com ela e com Rafe, que atravessou o Cam Lanteux por ela e se tornou prisioneiro para poder ajudá-la a escapar. Mas mesmo como prisioneira do temível Komizar, Lia aprenderá mais sobre os vendanos e seus costumes e perceberá que eles são mais do que apenas bárbaros selvagens.

Kaden tenta convencer o Komizar do "dom" de Lia de forma a protegê-la de ser morta mas o Komizar decide se aproveitar da jovem para levar adiante seus planos e trazer esperança(ilusão!) para os vendanos mais humildes. Envolvida nas tramas do Komizar e seus governadores, Lia descobre segredos não apenas do povo de Venda, mas também do próprio reino de Morrighan.

Rafe consegue esconder sua verdadeira identidade se passando por um emissário do príncipe de Dalbreck que deseja fazer uma aliança com Venda e assim consegue se manter vivo enquanto espera que seus amigos consigam se infiltrar em Venda para ajudá-lo a fugir com Lia.

Nesse livro, nos apaixonamos ainda mais por Rafe e Lia, mas também conheceremos melhor o passado de Kaden o que motivou sua vida e Lia descobrirá que ele é mais do que um assassino de venda e essa descoberta também a ajudará a olhar de forma diferente para as coisas ao seu redor. A conexão de Lia e Kaden é intrigante e bonita e cada vez mais fico curiosa sobre isso e sobre como será o desfecho desses três, mas ainda sinto um pouco de raiva da traição dele no primeiro livro.

Esse livro é maravilhoso como já mencionei, a narrativa da Mary é envolvente e a história envolta em mistérios e segredos deixa ainda melhor a leitura, os personagens são muito bem construídos, tanto os principais como os secundários. O primeiro livro foi ótimo e incrível, mas em The Heart of Betrayal é possível perceber como a narrativa amadureceu e se desenvolveu mais ainda e os personagens também amadureceram muito, Lia continua aprendendo mais sobre si mesma e sobre o dom e sua personalidade é cada vez mais cativante.

Lia no momento é a minha personagem favorita de todos os tempos, ela é inspiradora e forte, mas também é sensível e humana. Não consigo colocar em palavras exatamente como me sinto em relação a essa série, é como se eu esperasse há muito tempo por uma obra assim, que me tire o fôlego e me deixe sem chão e a leitura dos dois livros foi assim, sem querer parar em nenhum momento, aquela gana por saber quais os segredos estão escondidos em Morrighan, Dalbreck e Venda e as histórias dos remanescentes.

Vale mencionar que esse livro não é apenas um romance, é bem mais que isso, a história é sobre intrigas políticas, guerras e nações construídas sobre segredos e mentiras, além da jornada de uma jovem corajosa para salvar aqueles que ama. Eu adoro essa série e super indico se você gosta de fantasias YA com mistérios e personagens femininas empoderadas. Você não vai se decepcionar com a Lia! ^^ Agora é esperar o lançamento do terceiro livro pois eu preciso do desfecho dessa história.

Você já leu? O que achou?
Beijos

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Na Minha Caixa De Correio #53

Bom dia!
Essa duas últimas semanas eu fiquei meio sumida daqui por contas das festas de natal e as visitas, mas as férias acabaram e logo tem mais resenhas e dicas literárias aqui no blog. O ano chegou ao fim, graças a deus, hehe e bora conferir os livros do bookhaul de dezembro e os últimos livros recebidos em 2016? 

Compras da BlackFriday: Quem consegue resistir as promoções da BF de alguns sites? Ano passado eu não comprei livros na BF, mas esse ano acabei não resistindo ao submarino e comprando alguns.

Minha intenção inicial era comprar apenas a edição nova da biografia do Tolkien lançada pela DarkSide e que estava com um preço ótimo de lançamento no submarino, mas aí acabei vendo outras promoções interessantes e aproveitei para fazer um pedido só.
- A História de Kullervo - J. R.R. Tolkien
- Beowulf - J. R. R. Tolkien
- J. R. R. Tolkien: O Senhor da Fantasia - Michael White
Apesar de só ter lido a trilogia O Senhor dos Anéis e O Hobbit, eu já me considero fã do autor e quero ler todos os livros dele, mesmo que não sejam sobre a terra média, o que é o caso de Beowulf, que é apenas traduzido pelo autor e possui um texto de autoria dele incluso. Tanto A História de Kullervo quanto Beowulf estavam por R$9,90 cada um, por isso é bom pesquisar ou esperar por promoções assim, em outras épocas esses livros sairiam por uns 30 ou 40 reais cada. 
- Percy Jackson e os Deuses Gregos - Rick Riordan
- A Espada do Verão - Rick Riordan
- O Oráculo Oculto - Rick Riordan
Quem me conhece sabe que eu adoro PercyJackson e Rick Riordan! Não ligo de ser infanto juvenil, acho que até por isso gosto tanto, são leituras leves e divertidas e a cada livro novo me deixa ansiosa para mergulhar na mitologia narrada pelo autor. Então nada mais justo que conferir as novas séries lançadas aqui no Brasil já ha algum tempo: Magnus Chase e os Deuses de Asgard é sobre mitologia nórdica e já tem o segundo livro lançado por aqui também, mas eu comprei só o primeiro por enquanto. As Provações de Apolo é uma série continuação de Os Deuses do Olimpo, mas que tem como personagens e tramas principais o deus Apolo. Percy Jackson e os Deuses Gregos é um livro spin off onde o Percy conta histórias dos deuses e suas aventuras, é uma edição linda em capa dura e enorme e que eu quero conferir logo logo.
- Coração de Aço - Brandon Sanderson
Esse livro foi uma indicação de uma amiga blogueira que viu super indicações da obra antes mesmo de ser lançado aqui. O autor Brandon Sanderson já tem obras consagradas e é muito elogiado, então acabei comprando esse para conferir e quem sabe também não me apaixono com as histórias fantásticas dele.

Ultima compra do ano:
Eu achei que não ia comprar mais nada esse ano, mas aí o submarino com suas promoções não me deixou resistir hehe Pedi no fim de semana que passou e chegou ontem, foi super rápida a entrega e o frete foi grátis.
- Os Pássaros - Frank Baker
- Amityville - Jay Anson
Esses dois livros foram lançamentos da Darkside  Books em outubro e eu já quis de cara, mas resolvi esperar por uma promoção e saiu por menos de R$17,00 cada um. Os pássaros é um livro polêmico pois o autor acusou a autora Daphne Du Marier de ter plagiado sua obra, e foi do conto de Du Marier que Hitchcock baseou seu filme, então o livro de Baker é considerado a verdadeira inspiração para o filme de 1963. Já Amityville também possui adaptação cinematográfica, mas é uma obra baseada em fatos reais de um caso ocorrido com a familia Lutz em 1975 e que teve até mesmo um certo envolvimento do casal Ed e Lorraine Warren (que eu não sei se consta na história). Não vejo a hora de conferir esses dois mas também tenho algumas outras leituras da darkside para priorizar hehe.

- Contos Peculiares - Ransom Riggs
Ainda nem li os livros do Lar da Srta Peregrine Para Crianças Peculiares e nem estava ansiosa para comprar esse livro de contos da série, mas o preço também estava super em conta(R$16,00) e acabou que quando chegou ontem aqui em casa fiquei encantada com a edição, com detalhes em dourado e ilustrações incríveis e não vejo a hora de ler.
Agora sim, essas são as últimas aquisições do ano! 

Parceria Arqueiro:
- A Cidade dos Espelhos - Justin Cronin
- E Viveram Felizes Para Sempre - Julia Quinn
Em parceria com a Editora mais foda do Brasil, eu recebi esses dois lançamentos de novembro que estou super ansiosa para conferir. E viveram felizes para sempre é a leitura atual e estou ainda mais apaixonada por essa família linda que são Os Bridgertons. A Cidade dos Espelhos é o desfecho tão aguardado da trilogia A Passagem e eu pretendo que seja a primeira leitura de 2017. ^^

Logo mais tem algumas resenhas por aqui. =)
Alguém já leu algum? Me contem o que acharam.
Beijos

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Resenha: Os Doze - Justin Cronin

Título: Os Doze - A Passagem Livro 2
Título Original: The Twelve
Autor: Justin Cronin
Editora: Arqueiro 
Ano2013
Páginas: 592

Boa tarde aventureiros!
Apesar de a resenha de hoje ser sobre o segundo livro de uma trilogia, vou falar um pouquinho sobre o primeiro livro também, já que nunca cheguei a resenhá-lo aqui no blog.

Em A Passagem, lançado em 2010, temos um experimento do governo que deu terrivelmente errado e terminou com seres vampirescos descontrolados liberados para dizimar a população da terra e transformar a humanidade em escravos sem vontade e apenas sede de sangue.

Amy Harper Bellafonte é uma criança especial, assim como as outras 12 cobaias do governo, ela recebeu o vírus, mas diferentemente dos outros ela não mudou em sua essência. Conhecida como A Garota De Lugar Nenhum, Amy vaga pela terra sem envelhecer como os humanos normais.

92 anos após o contágio viral, a maioria da população dos EUA foi tomada para o vírus ou morta, o governo não existe mais e alguns poucos lugares guardam uma parcela de sobreviventes que fizeram de tudo para dar continuidade a raça humana.

Amy encontra um grupo: Peter, Alicia, Sara, Michael, Hollis, Theo, Mausami e Cano Longo e juntos partem em uma jornada em busca de respostas e acabam no local onde os doze foram criados e lá descobrem muito sobre o vírus e tem um embate final com Babcock, o primeiro dos doze.

Em Os Doze, 5 anos se passaram desde que derrotaram Babcock, Peter se juntou aos expedicionários além de Alicia, e uma caçada ao restante dos doze teve início, mas após anos e nenhum sendo encontrado a caçada é abandonada e Peter precisa retornar a Kerrville, onde seu sobrinho Caleb vive no orfanato das irmãs com Amy. Michael se tornou um petroleiro e Hollis sumiu após perder Sara no ataque a Roswell que também vitimou Theo e Mausami e deixou o pequeno Caleb órfão.

Apesar de cada um ter tomado um rumo diferente, acontecimentos recentes que tem deixado o governo do Texas preocupado, leva os amigos a se reencontrarem em uma situação perigosa e o encontro com os Doze está mais perto do que se espera.

Além de retornar do ponto onde parou em A Passagem, o autor também explora novos personagens e acontecimentos, como o caos logo após os virais começarem a atacar e um grupo de sobreviventes que viaja dentro de um ônibus em busca de ajuda do exército. Uma mulher grávida encontra ajuda em um homem improvável. E uma tragédia em uma plantação deixa marcas profundas em sobreviventes de um agrupamento humano. Todos os acontecimentos, apesar de deslocados, aleatórios e um pouco confuso no início, tem um objetivo e conforme a leitura vai correndo tudo se encaixa. 

Justin Cronin escreveu uma história incrível e perturbadora, mas também demonstra que apesar dos seres humanos agirem como monstros, alguns realmente são a esperança de um futuro melhor. É uma obra eletrizante e cheia de reviravoltas e deixa nós leitores muitas vezes sem fôlego hehehe.

Com certeza uma das melhores obras do estilo que eu já li, tanto o primeiro como o segundo livro, e não vejo a hora de conferir o terceiro livro, A Cidade Dos Espelhos, que estou aguardando chegar da editora Arqueiro.

A narrativa do autor é bem confusa no início pela quantidade de informações e pelas idas e vindas no tempo, e algumas pessoas podem estranhar e não gostar, mas conforme a leitura vai seguindo a recompensa vem com uma história bem construída, personagens complexos e impressionantes. Um autor que chegou para ficar com uma saga/trilogia que vai marcar a ficção fantástica norte americana.

Super recomendo para quem gosta do estilo e quer se surpreender com algo diferente e bem escrito. Definitivamente é uma obra para ser apreciada ^^.

Quem aí já leu me conta o que achou!
Beijos

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Resenha: Ligeiramente Pecaminosos - Mary Balogh

Título: Ligeiramente Pecaminosos - Os Bedwyns 5
Título Original: Slightly Sinful
AutorMary Balogh
Editora: Arqueiro
Ano2016
Páginas: 272

Boa tarde leitores apaixonados!
Hoje vamos de romance de época? Mais um lançamento da editora Arqueiro, esse é o quinto livro da série Os Bedwyns da autora Mary Balogh. Que nos traz uma família aristocrática e cheia de peculiaridades, composta de Wulfric, duque de Bewcastle, Aidan, Rannulf, Freyja, Alleyne e Morgan.

Se você ainda não leu os livros anteriores, pode pegar alguns spoilers por aqui, mas eu acho que não atrapalhará visto que eu mesma peguei esses spoilers antes de ler o livro 4 hehe.

Alleyne Bedwyn é o irmão mais novo da família Bedwyn, vindo apenas antes de Morgan a irmã caçula. Em busca de um sentido para sua vida ele decide se tornar diplomata e durante a batalha de Waterloo é ferido e dado como morto por sua família. Porém, Alleyne é resgatado por uma jovem em uma situação difícil e levado para um bordel onde ao acordar descobre não ter nenhuma memória de quem é e o que fazia no meio da batalha, o que leva a acreditar que possa ser um simples soldado. 

Rachel York, é uma dama de 22 anos, que após a morte do pai fica em situação financeira ainda mais complicada e encontra um trabalho como dama de companhia, mas ao ser enganada por um cavalheiro e sua irmã, acaba despedida, sem dinheiro e sem ter para onde ir, quando é acolhida por suas amigas Bridget, Geraldine, Phyllis e Flossie, que também foram enganadas, em seu bordel. Apesar de viver em uma casa de pecados, a bela Rachel, planeja receber sua herança de seu tio que não vê há anos, ajudar suas amigas a saírem desse ramo de trabalho e viverem uma vida tranquila, mas tal herança só lhe será disponibilizada aos 25 anos.

Ao resgatar o jovem e belo soldado de uma morte certa, Rachel se encanta cada vez mais com o homem desmemoriado e Alleyne também se sente cada vez mais atraído pela mulher, mesmo achando que ela também é uma prostituta como as outras. Mas logo a verdade vem a tona e Alleyne mesmo não sabendo o cavalheiro que é se sente totalmente constrangido com a situação, mas a vontade de proteger Rachel continua cada vez mais forte.

Assim o jovem resolve propor um plano, um engodo para conseguir que as joias de herança de Rachel lhe sejam entregues antes do previsto: se passarem por casados para o tio dela, o que dará a jovem o direito de reaver as joias antes do previsto. Então todos juntos partem para a propriedade do tio dela, o barão de Weston, e as coisas ficam mais complicadas do que esperavam.

Mais uma história incrível de uma família que já tem lugarzinho cativo no meu coração! Quando li Ligeiramente Seduzidos eu fiquei com o coração na mão ao ver como todos ficaram destruídos com a "morte" do Alleyne, chorei e sofri junto com eles, mesmo sabendo que no próximo livro ele estaria vivo. 

Todos os personagens criados por Mary nessa obra são tão cativantes, desde as 4 amigas de Rachel, ao sargento Strickland e ao tio da jovem. Uma narrativa totalmente divertida e emocionante. Como não se emocionar com o relacionamento que surge entre Alleyne e Rachel, e entre Rachel e o Barão Weston? Toda a jornada da jovem em busca de uma vida e de Alleyne em busca de seu passado e futuro nos mostram que nunca é tarde para se esquecer rancores e tristezas e que o amor de uma família é forte demais para se ignorar.

Apesar de o restante da família Bedwyn só aparecer rapidamente nessa obra, o livro mesmo assim foi incrível e eu gostei mais ainda do que o anterior!

A narrativa é bem simples e fluida e o livro assim como outros romances de época é de leitura bem rápida por não ser grosso. A edição da arqueiro está do jeitinho que estamos acostumados, com uma diagramação bem feita e aquela capa maravilhosa, a revisão está ótima, quase não vi erros durante a leitura. 

Super recomendo se você quer se emocionar e se apaixonar! 
Beijos

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Lançamentos de Novembro: Arqueiro e Sextante

Bom dia!!
Final de mês, final de ano e hoje eu vim mostrar os livros que foram lançados pelas Editoras Arqueiro e Sextante nesse mês de novembro. Para saber mais sobre o livro é só clicar na imagem. =)


Tem muita novidade boa! Para quem acompanha as séries da Nora Roberts, Loretta Chase, Julia Quinn, e Justin Cronin esse mês está incrível.

Eu to esperando A Cidade Dos Espelhos e E Viveram Felizes Para Sempre chegar por aqui para começar a ler porque são séries que eu acompanho e os dois livros são os desfechos das séries/trilogia. Mas achei bem interessante esse livro novo do Mitch Albom, e já ouvi falar muito bem das outras obras do autor, então está na minha lista de desejados.

Gostei do da Johanna Basford também pois adoro colorir e pintar, mas só vou comprar quando colorir os dois livros dela que eu tenho aqui(Jardim Secreto e Floresta Encantada hehehe). As Modistas da Loretta Chase eu ainda não li mas quero começar por já conhecer e gostar da escrita da autora. Ken Follett também já mostrou que é um escritor incrível então vai para a minha lista. ^^

E vocês curtiram quais? Já leram algum?
Beijos

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Resenha: Exorcismo - Thomas B. Allen

Bom dia!
Outubro já passou mas as leituras de suspense e terror continuam na minha lista kkk. Essa vai ser uma resenha breve, até porque é um livro pequeno.

Título: Exorcismo
Título Original: 
Autor: Thomas B. Allen
EditoraDarkSide Books
Ano2016
Páginas336
A DarkSide Books lançou esse ano o livro sobre o caso de possessão que inspirou o autor William Peter Blatty a escrever o livro O Exorcista(resenha aqui). O livro do Blatty é uma história fictícia e romanceada de possessão, que se baseou em comentários e artigos de jornais sobre o caso que ocorreu em 1949 com um garoto Rob Manhein(os nomes foram trocados de forma a proteger a identidade da família).

Diferentemente de O Exorcista, Exorcismo é um livro mais jornalistico. O autor Thomas B. Allen, reuniu tudo o que conseguiu encontrar sobre o caso e até mesmo uma cópia do diário de um dos padres que participaram do exorcismo(que Blatty não teve acesso) para narrar o que aconteceu durante as semanas na qual o menino foi possuído e exorcizado. Mas tudo de um ponto de vista imparcial, até mesmo cético em alguns momentos.

Tudo começa com uma aparentemente inofensiva tábua ouija, onde Robbie na companhia de sua tia contactava espírítos. A partir daí a vida do menino muda e seu comportamento começa a preocupar seus pais e familiares que procuram ajuda de pastores luteranos e até mesmo psiquiatras para tentar solucionar os problemas.

Eu adorei essa leitura e achei o livro uma leitura leve, achei isso devido ao fato do autor não ter presenciado os fatos pessoalmente, então há um distanciamento que faz com que cada um acredite no que quiser: o menino foi ou não possuído por uma entidade demoníaca, vai da crença de cada um. Acredito que é uma leitura essencial para quem se interessa sobre o tema, sobre o ritual de exorcismo e um pouco sobre a hierarquia na igreja, e os diferentes ramos religiosos.

Os únicos momentos em que eu me senti um pouco apreensiva com a narrativa foi bem no ínício logo no primeiro ou segundo capítulo, tem alguns acontecimentos que dão um medinho hehehe mas fora esse comecinho o restante do livro é ótimo de ler. ^^ A leitura é um pouco mais lenta. e quem não é acostumado a ler textos jornalisticos(como eu! kkk) pode até estranhar um pouco e não gostar, mas eu gostei da experiência e da obra.

A edição da DarkSide como sempre está maravilhosa, tem uma textura na cruz na capa, um acabamento incrível e a folha de guarda como um Tabuleiro Ouija foi um detalhe incrível. Eu recomendo a leitura se você além de curtir o estilo do terror, também gostar de narrativas de casos reais e textos jornalísticos. Não leia achando que é apenas um livro de terror que você vai se decepcionar.

Quem já leu? Conta pra gente o que achou.
Beijos