segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Resenha: A Irmã da Sombra - Lucinda Riley

Título: A Irmã da Sombra - As Sete Irmãs 3 
Título Original: The Seven Sisters - The Shadow Sister 
AutorLucinda Riley
Editora: Arqueiro
Ano2016
Páginas512

Bom dia!
Hoje a resenha é de mais um livro da Lucinda Riley, A Irmã da Sombra é o terceiro livro da série As Sete Irmãs e acompanha a história de Estrela D'Aplièse. Para quem ainda não conhece a série vamos recapitular:

Pa Salt, é um milionário misterioso que adotou 6 crianças ao redor do mundo sem nunca lhes revelar suas origens e as nomeou com os nomes das sete irmãs as plêiades: Maia, Alcíone (Ally), Asterope (Estrela), Celeno (Ceci), Taígeta (Tiggy) e Electra, só que ele nunca encontrou a sétima irmã. Depois de crescidas, cada uma vive sua vida, mas quando Pa morre, deixa para elas pistas para que, caso desejem, cada uma procure suas origens.

Apesar de cada uma ter seu próprio livro, as histórias parecem se passar quase ao mesmo tempo. Após Maia encontrar suas origens no Brasil, e Ally se redescobrir na Noruega, é a vez de Estrela seguir suas pistas.

Estrela, é a terceira irmã, mas seu caráter tímido e retraído faz com que crie um laço mais estreito com sua irmã Ceci, que é apenas alguns meses mais nova. Ceci é cheia de vida, assim ela exprime o que Estrela não consegue. Mas toda família se preocupa com o relacionamento das duas irmãs, uma vez que Estrela é eclipsada por Ceci, e após a morte de Pa Salt, Estrela vê uma oportunidade não apenas de encontrar suas origens e sua família biológica, mas também encontrar a si mesma no caminho.

Estrela é uma jovem tímida e de poucas palavras, mas apaixonada por culinária, jardinagem e livros. Sua paixão por livros a leva a trabalhar numa pequena livraria que seu pai havia deixado como uma das pistas que ligaria seu passado ao de Flora MacNichol, uma jovem inglesa que cerca de 100 anos antes viveu em Lake District e foi amiga de Beatrix Potter.

A história de Flora é extremamente contagiante e emocionante, uma jovem que a vida toda foi preterida por seus pais e cujo o amor pela irmã mais nova a faz abrir mão da felicidade. Flora nao chegou a ser apresentada á sociedade, sendo que sua irmã mais nova o seria, e após ser apadrinhada por Alice Keppel, é enviada para Londres para viver com estranhos em uma sociedade cheia de segredos e tramas.

Disposta a descobrir mais sobre o passado de Flora, Estrela começar a sair da sombra de sua irmã e faz amizades incríveis em uma família muito diferente, a de seu chefe na livraria, Orlando, seu irmão mal humorado Mouse, sua prima Mag e o pequeno Rory. Uma família que Estrela desejava ter para si, mas precisa descobrir de onde veio e o que fará com sua vida no futuro.

Esse foi o livro que eu mais gostei até o momento, me identifiquei muito com a Estrela até certo ponto, e achei que a trama e os personagens criados pela autora nesse volume foram incríveis, exceto talvez, Mouse, que foi irritante na maior parte do tempo, mas que por seu passado é um pouco compreensível, mas que evolui ao final do livro. E para todo leitor apaixonado, a Estrela é muito ligada a livros, então possui muitas menções a literatura e obras conhecidas.

A mescla de presente e passado é realizada com maestria e a forma como se utiliza de fatos verídicos e ao mesmo tempo cria a ficção ao seu redor é o que faz da autora uma escritora sensacional. Acima de tudo, a forma como ela exulta o poder feminino e  a força das mulheres em suas mais variadas formas, aumentou ainda mais meu amor por ela.

Nos trechos em que acompanhamos a Estrela, a narrativa é em primeira pessoa, já nos da Flora é em terceira pessoa. A edição está ótima, com poucos erros de revisão. e a capa está linda, embora eu preferisse a capa meio fosca/aveludada como a da primeira edição de A Irmã da Tempestade. Os capítulos são um pouco longos, mas eu virei as noites lendo e não achei nem por um momento a leitura cansativa.

Então eu super recomendo, se você curte romances históricos com um pouco de mistério e intrigas, e personagens complexos. Se já leu algo da autora, não pode perder esse novo livro. Se ainda não leu, corre e leia! hehe

Beijos

domingo, 18 de setembro de 2016

Na Minha Caixa De Correio #50

Boa tarde pessoas linda!
Hoje é dia de mais um bookhaul e vou mostrar as lindezas que chegaram para mim nessas últimas semanas. E já começo dizendo uma coisa, estou babando nesses livros! 

Parceria:
A Irmã da Sombra - Lucinda Riley
O Coração da Esfinge - Colleen Houck
Os livros que vieram esse mês da Editora Arqueiro pela parceria foi esses dois e caramba, o da Lucinda veio com um kit muito fofo com bottom e até mesmo uma sementinha para plantar uma flor, os marcadores estão lindo, principalmente o de No Meio Do Caminho Tinha Um Amor. Os dois são continuações de séries, O Coração da Esfinge é o segundo livro da série Deuses do Egito que começou com O Despertar do Príncipe e eu gostei bastante, e A Irmã da Sombra é o terceiro livro da série As Sete Irmãs e nesse volume acompanharemos a redescoberta de Estrela D'Aplièse. Logo tem resenha por aqui.

Compras:
O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares - Ransom Riggs
Cidade dos Etéreos - Ransom Riggs
Esse dois livros eu comprei no submarino no fim de agosto, e estavam em promoção: apenas 19,90 os dois livros, sendo que Cidade Dos Etéreos é em capa dura e simplesmente maravilhoso. Pretendo ler o primeiro antes do lançamento do filme nos cinemas, mas não sei se vou conseguir hehe

Beltane - Simone O. Marques
Esses dias vi que a Simone compartilhou algo sobre os livros da Saga As Filhas de Dana, que estava com preço promocional no site da Editora Alfabeto e quando vi que o Beltane (Livro 3) estava por R$20,00 e com frete grátis aproveitei para completar minha coleção. Chegou em 3 dias, o que eu achei super rápido e fiquei satisfeita com o capricho com que foi embalado e enviado. Não vejo a hora de começar a ler, mas minha mãe pegou para ler antes de mim, assim como aconteceu com os dois primeiros livros. hehe

Por enquanto é isso. Muitas aventuras me aguardam esse final de setembro! =D

Já leram algum, me contem o que acharam.

Beijos

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Lançamentos: Editora Arqueiro e Sextante

Boa tarde aventureiros!
Hoje o post é de lançamentos da Arqueiro e Sextante, e como eu não postei em agosto, resolvi postar junto os dois meses, Agosto e Setembro.
Tem muito livro maravilhoso: continuações de séries, novo livro de colorir da Johanna Basford, nova capa de O guardião e lançamento de Um Porto Seguro, ambos do Nicholas Sparks. E muito mais!

Para ler a sinopse do livro é só clicar na imagem que será redirecionado para o skoob.

AGOSTO:

SETEMBRO:

Em Agosto eu me interessei por O Coração da Esfinge pois estou ansiosa pela continuação da história de Liliana Young e Amon, e A Irmã da Sombra e foi os dois que eu solicitei no mês. Mas também coloquei na lista de desejados As Sete Irmãs que eu ainda não tenho e essa capa ta maravilhosa. ^^

Já em Setembro tem um livro que eu to aguardando há alguns meses o lançamento, O Feiticeiro de Terramar, e não vejo a hora da conferir essa leitura super aclamada. Alem de mais um romance de época que eu adoro.

Quais te interessaram? Me conta o que achou ou espera das leituras.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Resenha: A Sensitiva - Hannah Howell

Título: A Sensitiva
Título Original: If He's Sinful - Wherlocke 2
Autor: Hannah Howell
Editora: Lua de Papel
Ano: 2012
Páginas224
"Por toda a Londres do século XVIII, é possível ouvir sussurros e boatos sobre os dons inexplicáveis da família Wherlocke. Mas o Lorde Ashton, um homem com firmes convicções, é uma das vozes mais céticas de seu tempo, e tudo caminhava para continuar assim... até encontrar uma bela mulher desacordada, largada no quarto de um bordel.
A mulher misteriosa é Penélope Wherlocke, e seu dom especial a levou para um mundo perigoso de alta sociedade, quando foi sequestrada, tratada como um produto e vendida a uma cafetina criminosa. Ao vê-la, Ashton ficou enfeitiçado. Algo lhe diz que deveria esquecê-la, mas é atraído cada vez mais para a vida dela, transformando-se em seu protetor.
Porém, Penélope é uma mulher com idéias próprias, algo que sempre a afastou dos homens de sua época, mas enfim encontra alguém seguro e capaz de lidar com suas habilidades sobrenaturais."

Mais uma leitura de época deliciosa para se fazer em um dia!
Eu tinha esse livro há algum tempo e já li o primeiro da série e gostei bastante, mas não me lembro totalmente da história. Ao começar a ler esse fui com cautela, mas a história é tão intensa e fluída que eu não queria parar de ler e ansiava pelo final.

A família Wherlocke é famosa por seus dons sobrenaturais, famosa e temida, o que fez com que se tornassem pessoas reclusas e fechadas, pois seus dons na maioria das vezes não eram compreendidos. Penélope é uma jovem capaz de ver e falar com espíritos, mas que possui um passado turbulento e vive escondida na casa que antes fora de sua mãe e agora é comandada por seu meio-irmão e sua meia-irmã. 

Após a morte do pai, seus dois irmãos menores foram abandonados quando sua mãe se casou novamente, por serem frutos da traição do pai, assim ela resolve cuidar de ambos sozinha o que acarreta no restante de seus parentes despacharem seus filhos bastardos para serem criados por ela, eis que surge a Toca Wherlocke, onde varios meninos vivem juntos com o auxílio de Penélope e é o refugio que a jovem tem.

Um dia, ao voltar tarde para casa depois de ir cuidar dos meninos, Penelope é sequestrada e levada para um bordel onde será vendida com uma prostituta a algum lorde qualquer, mas o lorde que surge em seu quarto é ninguém menos do que Lorde Ashton, pretendente de sua meia irmã, Clarissa Hutton-Moore, e por quem Penelope nutre fortes sentimentos desde que o viu pela primeira vez pela janela de seu sótao.

Após a confusão que surge com a chegada dos irmãos de Penélope para resgatá-la, Lorde Ashton se vê no meio de uma trama improvável e acaba se sentindo cada vez mais atraído pela jovem que estava prestes a deflorar. Assim ajuda a ela e seus irmãos a fugirem e chegarem em segurança em casa.

Desconfiado dos fatos que levaram Penélope a ser sequestrada, Ashton investiga sua origem até descobrir que ela é meia-irmã da mulher de quem estava noivo e suas suspeitas sobre a segurança de Penélope aumentam e ele se torna cada vez mais protetor em relação a ela. 

Apesar de seus sentimentos por Penélope crescerem a cada dia, e ele nada sentir por Clarissa, Ashton não pode desfazer o noivado, uma vez que precisa se casar com uma mulher que tenha um dote considerável pois seu pai deixou a família na ruína e agora cabe a ele cuidar de sua mãe, tias e irmãos e irmãs. Entretanto faz de tudo ao seu alcance para proteger tanto Penélope quanto os meninos que estao sob sua proteção.

Narrado em terceira pessoa, Hannah nos apresenta uma história dramática e cheia de elementos sobrenaturais, mas também há muitos sentimentos humanos, como traições, luxúria, ganancia, violência, mas no meio disso tudo tem a família Wherlocke e seus membros dotados de habilidades extraordinárias, que dão um toque especial para a história.

Gostei bastante da leitura, pois apesar de ser um romance de época é bem misturado com cenas de ação e drama, e com uma leitura rápida, emocionante e envolvente. Os personagens secundários são fantásticos, adorei conhecer os parentes de Ashton e achei todos encantadores, e quanto aos amigos do mesmo, ahhh simplesmente amei, principalmente Brant. E o que falar dos meninos! São uma benção na vida de Penélope. 

É uma leitura gostosa, despretensiosa e bacana. Não dava nada para essa autora mas tenho gostado bastante da série, e vi que ela tem vários romances de banca lançados, quem sabe consigo achar alguns no sebo. ^^

Já leu? Me conta o que achou ou espera da leitura. 
Beijos

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Resenha: The Kiss Of Deception - Mary E. Pearson

Título: The Kiss Of Deception - Crônicas de Amor e Ódio
Título Original: The Remnant Chronicles 1 - The Kiss Of Deception
Autor: Mary E. Pearson
EditoraDarkSide
Ano2016
Páginas: 406

Bom dia aventureiros!
Hoje é dia de resenha e o livro de hoje é um dos lançamentos do selo DarkLove da DarkSide Books. Evitei ler alguma resenha do livro antes de ler para não pegar nenhum spoiler, mas não estive imune a alguns comentários aleatórios sobre o livro, vi que muitas pessoas amaram e muitas que falaram mal, essas últimas simplesmente desconsiderei hehehe

Fui apresentada a esse livro pela minha amiga Key, do SkullGeek, que leu o livro antes mesmo de ser lançado aqui no Brasil, e como sei que o gosto literário dela é impecável, sabia que esse seria um livro para amar e favoritar e foi exatamente o que aconteceu. 

Arabella Celestine Idris Jezelia, ou apenas Lia como prefere ser chamada, é a Primeira Filha da Casa Real de Morrighan, um reino cheio de tradições e deveres. A jovem deve obedecer as vontades de seu pai e se casar com o príncipe de Dalbreck, que nunca viu, o que selará uma aliança entre os dois reinos marcados por conflitos. Porém, Lia possui uma personalidade forte e tudo que deseja e ser dona do próprio destino, assim ela foge de um casamento arranjado e infeliz, no dia do casamento e vai a procura da tão sonhada liberdade.

Em sua fuga, acompanhada por sua criada e amiga Pauline, as duas chegam até um lugar que acreditam ser seguro, o vilarejo de Terravin, e começam a trabalhar em uma taberna. Mas suas ações tem consequências, e assim um príncipe desprezado sai a sua procura para saber quem é a mulher que o abandonou, ao mesmo tempo em que Venda, outro reino inimigo de Morrighan, envia um assassino com a missão de matar a princesa antes que ela possa ser encontrada seja por sua família ou por Dalbreck.

Esse livro tinha tudo para ser clichê, uma princesa, um príncipe e um assassino, mas toda a história criada por Mary é incrivelmente bem produzida, cheia de mistérios e reviravoltas. Os personagens são impactantes e evoluem conforme a história se desdobra. 

O grande mistério nesse primeiro volume é descobrir quem é o assassino e quem é o príncipe, a história é narrada em primeira pessoa, mas por POVs (Pontos de vista!), assim como nos livros das Crônicas de Gelo e Fogo, se você já leu. Então, acompanhamos Lia, Kaden e Rafe.

Lia é uma personagem feminina extremamente forte e que se adapta a cada necessidade, ela sente profundamente e é capaz de lutar ferozmente para defender aqueles que ama e seus ideais, demonstra que podemos ser o que desejarmos e que para isso basta lutar. Uma aventura carregada de segredos, traições e intrigas políticas em um universo fantástico.

Morrighan, Dalbreck e Venda são reinos imersos em conflitos com passados obscuros e povos diversificados, os personagens secundários também são incríveis e apaixonantes. É um livro intenso e maravilhoso, uma história que nos leva a refletir sobre cada detalhe lido, e apesar de ser um romance, Lia nos mostra que é ainda mais que isso, é sobre liberdade, amizade, família, lealdade e caráter.

Esse é o primeiro livro de uma trilogia, aqui no Brasil publicada como Crônicas de Amor e Ódio, originalmente The Remnant Chronicles, ou Crônicas dos Remanescentes(que eu preferiria que tivesse sido a tradução ^^), e além de The Kiss Of Deception, ainda teremos The Heart Of Betrayal e The Beauty Of Darkness.

Um livro super recomendado e imperdível, o sucesso foi tanto que a editora que iria lançar o segundo livro somente em 2017, resolveu adiantar para esse ano ainda, em 31 de outubro, e já se encontra em pré-venda nos sites online como submarino, amazon, etc. Não vejo a hora de ter o meu em mãos e conferir a continuação da história de Lia, Rafe e Kaden.

Não dá para expressar mais ainda o meu desejo de que vocês conheçam essa saga! A literatura hoje em dia necessita de mais representatividade feminina e a Mary soube nos trazer uma protagonista inspiradora. =) Se você gosta de fantasia esse livro é para você, e se não gosta, deve ler também, sempre é bom começar de algum lugar né e esse livro é perfeito. 

Já leu? Me conta o que achou, e se ainda não leu não deixe de comentar sobre o que espera da leitura. 

Beijos

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Resenha: Pecados No Inverno - Lisa Kleypas

Título: Pecados No Inverno - As Quatro Estações do Amor Livro 3
Título Original: Devil in Winter - The Wallflowers 3
AutorLisa Kleypas
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas256


Finalmenteee! o/
Eu queria tanto ler esse livro, pois o final de Era Uma Vez No Outono me deixou chocada demais e imaginar que ia ter que esperar o lançamento do próximo livro =/

Eis que finalmente conhecemos melhor Evangeline Jenner, sem dúvida a mais tímida das quatro wallflowers. Sua timidez é ainda mais reforçada por sua leve gagueira, apesar de sua beleza inocente e diferente, seus belos cabelos ruivos e as charmosas sardinhas na pele, e a herança enorme que terá, Evie, como é chamada pelo pai e pelas amigas, sempre ficou sentadas nos bailes sem ser convidada para dançar.

Isso a aproximou de Annabelle, Lilian e Daisy. E juntas as quatro decidiram se unir para conseguirem bons casamentos umas as outras. Annabelle e Lillian já conseguiram e estão bem casadas e felizes, e agora é a vez de Evie. Mas existem coisas sobre a família de Evie que nem mesmo suas amigas sabem e cansada da forma como é tratada por seus tios maternos que a criaram e a afastam cada vez mais de seu pai, ela resolve que é a hora de agir e assim ela vai em busca de um marido sozinha e desesperada.

O único desesperado o bastante para aceitar sua proposta no momento é o desprezível e devasso lorde St. Vincent. O homem que desesperado por se casar com uma herdeira raptara uma das melhores amigas de Evie, mas a jovem sabe que ele é o único que pode lhe proporcionar a liberdade que precisa. 

Assim, Evie procura St, Vincent e lhe propõe casamento, em troca de sua herança, ela só deseja ter alguma liberdade, um dinheiro que possa lhe manter e passar os últimos dias de vida de seu amado pai em sua companhia. Essa seria a proposta dos sonhos de St. Vincent, um homem que graças aos descuidos do pai ao acabar com a fortuna da família, se encontrava com dívidas a pagar, e com sua fama de libertino poderia ter quantas mulheres quisesse sem ter a esposa para reclamar.

Para isso eles precisam fugir para Gretna Green e se casarem escondido e consumar o casamento antes de voltarem para Londres. Mas Evie garante a lorde St. Vincent que essa será a única vez que dormirão juntos, ela se recusa a ser mais uma a ter o coração partido por um dos libertinos mais notórios de Londres. Eles retornam casados para Londres e Evie segue direto para o Jenner's, o clube de jogos que pertence a seu pai, Ivo Jenner, e passa os últimos momentos do pai ao seu lado, enquanto St. Vincent resolve por ordem no clube e assume a administração.

Mas tudo muda quando St. Vincent se mostra um homem com coração e carinhoso, e Evie o deixa cada vez mais diferente. Mesmo tentando aparentar indiferença, as pessoas ao redor percebem que ele se importa com a esposa mais do que demonstra. Em seu caminho Evie acaba conquistando alguns inimigos e ela precisará ainda mais da proteção e ajuda do marido e dos seus amigos.

Gente, eu amei esse livro! Gosteeei bem mais que o anterior que já foi muito bom, mas esse superou as minhas expectativas. E os personagens secundários, além de Annabelle, Lillian e Daisy, ainda tem o Cam Rohan(da série Os Hathaways), e é tão fofo o carinho e o cuidado que ele tem com Evie, como um irmão mais velho. E o desenvolvimento do personagem até chegar à posição de confiança no clube e onde futuramente conhecerá Amelia. Ahhh como eu gosto de histórias interligadas de alguma forma.

A narrativa é em terceira pessoa e é muito envolvente, muito sexy e romântica. Uma leitura muito fluida e rápida, li em apenas um dia e com uma sensação de satisfação enorme, essa série é muito linda e a escrita da Lisa é muito boa, e cheia de reviravoltas. 

Então não tem como não indicar para quem ama um romance de época, para quem ama romances de leituras rápidas e se você já conhece a série Os Hathaways, não deve deixar de ler essa série. Eu ainda não li todos os livros dos Hathaways, na verdade, só li os dois primeiros, mas a série The Wallflowers me empolgou e divertiu muito mais até o momento.

A edição da arqueiro está linda, a capa maravilhosa, dos 3 essa é a mais linda. Quanto a revisão achei que faltou um pouco mais de cuidado, pois encontrei alguns erros gritantes, mas nada que atrapalhe a leitura, para um leitor mais desatento pode passar despercebido. Mas gostei tanto do livro que nem os pequenos erros que achei me incomodaram hehehe

Então fica a dica de uma leitura leve e intensa! Com bastante romance, sensualidade, drama e amizade. Se você já leu não esqueça de comentar e nos contar o que achou. 

Beijos.


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Resenha: Meio Rei - Joe Abercrombie

Título: Meio Rei - Mar Despedaçado 1 
Título Original: Half a King - Shattered Sea
Autor: Joe Abercrombie
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas288
Bom dia leitores! 
Hoje a resenha é desse livro do Joe Abercrombie que foi o meu primeiro contato com a escrita do autor, que já tem outros livros lançados por aqui. Meio Rei foi lançamento da Editora Arqueiro no mês de Junho, mas solicitei para resenha no mês de julho e não via a hora de chegar para conferir.

A história se passa em um mundo medieval, o  Mar Despedaçado, governado pelo Rei Supremo, mas que possui vários reinos cada um com seu próprio rei que responde ao Rei Supremo, é pontuado por disputas políticas e territoriais. Yarvi é o filho mais novo do Rei Uthrik e da Rainha Laithlin do reino de Gettland, mas diferente de seu irmão mais velho e herdeiro do trono, Yarvi não é um guerreiro. 

Ao nascer com sua mão esquerda deformada se tornou uma decepção para seu pai e seu povo, mas o que ele não possui em habilidades físicas compensa em inteligência e estuda para se torna Ministro e algum dia auxiliar o Rei. Porém, ao receber a notícia de que seu pai e irmão foram assassinados, Yarvi se vê coroado Rei e precisa assumir responsabilidades que nunca esperara, e tomar decisões duras e difíceis, além da promessa de vingar a morte de metade de sua família.

Mas há traições por todos os lados e uma conspiração para matá-lo faz com que Yarvi fuja por sua vida, mas acaba sendo preso pelo maior inimigo de seu Reino, Grom-gil- Gorm rei de Vansterland, mas sua habilidade e inteligência o levam a esconder sua identidade para sobreviver, mas é  transformado em escravo e vendido com uma propriedade. 

Passando por situações inesperadas e difíceis, Yarvi luta para sobreviver em um mundo cruel onde os seres humanos fazem as vezes de monstros, e encontra apoio em pessoas totalmente diferentes do que estava acostumado com sua vida tranquila de príncipe de Gettland e precisa se esforçar ao máximo para voltar para casa e cumprir a promessa de vingar sua família.

É uma leitura muito boa, com aventuras incríveis e reviravoltas marcantes! O mundo criado por Joe é fantástico e muito bem construido, mas sem elementos mágicos. Apesar dos elfos terem habitados as terras ao redor do mar despedaçado, há muitos e muitos anos que estes desapareceram, e o único monstro presente na história é o ser humano e a ganancia.

Yarvi à primeira vista é um personagem fraco e covarde, mas conforme o vamos conhecendo percebemos que ele não é feito da mesma fibra de seu pai ou irmão, ele é um jovem pacífico e a rejeição de seu pai sempre o marcou profundamente. É graças a essa natureza pacífica e sua inteligência que ele é direcionado a se tornar ministro e se torna aprendiz de Mãe Gundring, a ministra de seu pai. 

Mas conforme a história se desenvolve, Yarvi amadurece e descobre todo o seu potencial, tanto para sobreviver quanto para manipular a situação a seu favor, percebendo que é mais parecido com sua mãe, a Rainha Dourada, do que imaginava. E é esse conhecimento dos ministros, o tempo de estudo com mãe Gundring que o ajudam a sobreviver, mais do que suas habilidades de luta.

A narrativa do autor é bem fluida e envolvente, em terceira pessoa, e os personagens criados são totalmente diferentes em si. Cada um de um lugar diferente ao redor do Mar Despedaçado, com suas características ímpares e muitos nos deixam completamente encantados. Confesso que certas coisas no livro foram totalmente previsíveis para mim, como por exemplo um personagem que é uma incógnita o livro inteiro, desde sua primeira aparição eu adivinhei quem era. 

Entretanto a previsibilidade de alguns fatos não diminuiu em nada a qualidade da história, eu estava mais empolgada ainda para ler o final para saber se estava certa e mesmo assim ainda consegui ser surpreendida com outros fatos. =)

Adorei esse primeiro livro e super indico para quem adora uma aventura medieval, cheia de intrigas e traições, assassinato e poder. Já aguardo ansiosa para a continuação e o desfecho da trilogia! 

Já leu? Me conta o que achou.

Beijos


segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Resenha: A Garota Italiana - Lucinda Riley

TítuloA Garota Italiana 
Título Original: The Italian Girl
Autor: Lucinda Riley
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas: 464
"Aos 11 anos, Rosanna Menici vê sua vida transformada para sempre quando conhece Roberto Rossini, um jovem cantor de ópera.
Depois desse único encontro, ela se deixa guiar pelo próprio talento e embarca numa viagem que, ao longo dos anos, a leva a uma vida simples em Nápoles para os palcos das mais famosas óperas do mundo.
É então que seu caminho cruza novamente com o de Roberto. Arrebatados pela paixão, eles passam a dividir os holofotes e a encantar as plateias onde quer que se apresentem. No entanto, segredos do passado ameaçam a felicidade do casal e seu relacionamento quase obsessivo começa a afetar a carreira de Rosanna e a vida de todos a sua volta. Com Roberto, ela se vê perdida numa paixão que a consome e sem a qual não pode viver."


Bom dia!
Hoje é dia de mais uma resenha e o livro é um dos lançamentos de Junho da Editora Arqueiro, e de uma das minhas autoras favoritas. ^^
Depois de começar a acompanhar a série As Sete Irmãs, que é ótima a propósito, foi bom ler outro livro da autora que fosse único, que não fizesse parte de uma série já que há um tempo não era lançado nada independente.

Acostumada com os romances da Lucinda, ao ler A Garota Italiana mergulhei de cabeça na narrativa envolvente. Porém esse é um romance totalmente diferente dos que eu estava habituada a ler da autora.

O começo é um pouco devagar, mas de forma alguma ruim. Em 1966, conhecemos Rosanna, aos 11 anos e sua família conservadora, composta pelos pais e uma irmã e um irmão mais velho. Carlotta é uma beldade que atrai muitos olhares apaixonados, Luca é um jovem inteligente e amoroso que faz de tudo para ajudar os pais e proteger a irmã mais nova.

Em uma festa no restaurante de seus pais, Rosanna conhece Roberto e se apaixona, mas é claro que Roberto nunca olharia duas vezes para a menina de apenas 11 anos, mas ao escutar a menina cantar fica impressionado com a voz que pode vir a se tornar um sucesso e aconselha os pais de Rosanna a lhe arrumar um professor particular para treiná-la.

É claro que para o pai de Rosanna isso é um desperdício de tempo e dinheiro, a menina deveria crescer e arrumar um bom marido e formar sua família. E é assim que Luca, leva a irmã escondida até o professor indicado por Roberto e com suas economias paga as aulas de Rosanna.

Alguns anos depois Rosanna se torna um cantora de ópera famosa, e seu reencontro com Roberto faz ressurgir aquele sentimento forte que desde menina lhe acompanha. Assim os dois ficam juntos e passam a dividir o palco e a vida pessoal.

Mas ao contrário de vários romances, esse não é um livro que eu torci para o casal ficar juntos e dar certo ao final. O relacionamento entre Rosanna e Roberto é obsessivo e totalmente controlador, Roberto é machista e egoísta e Rosanna por amor se deixa levar pelo marido, e isso afeta não apenas sua família e seus amigos mas também sua carreira.

É uma história intrigante e revoltante em vários aspectos. =/ Em alguns momentos amaldiçoei Rosanna por ser tão tola e tão dependente de Roberto, mas sei que é fácil julgar quando nunca se passou pela mesma situação.

É uma história sem mocinho e mocinha, ambos são muito humanos e cometem falhas como qualquer ser humano, além das perdas, é uma história de superação. Uma jovem que sai de uma família humilde em Nápoles e se torna uma grande estrela com uma voz linda, um dom maravilhoso. Tem muitos personagens secundários maravilhosos, como Luca e Abbi.

Apesar de ser novo aqui no Brasil, A Garota Italiana foi lançado em 1996, com o título de Ária, quando a autora escrevia sob o pseudonimo de Lucinda Edmonds. Assim, para o relançamento, a autora deu uma revisada na história, e nos apresentou essa história cheia de tramas e mentiras, traições e amor.

É uma ótima indicação tanto para quem já conhece a escrita da autora, quanto para quem ainda não conhece e deseja começar a ler. Apesar de ser diferente do que eu estava acostumada e diferente do que eu esperava, eu adorei a leitura. Amei odiar o Roberto e amei muitos outros personagens. =)

Já leu? Quer ler? Não perde a oportunidade de conhecer essa autora! Esse mês estão sendo lançados As Sete Irmãs (com capa nova e editora nova!), A Irmã da Tempestade (relançamento com capa nova), e A Irmã da Sombra pela Editora Arqueiro. Esse último aguardo ansiosa demais para conferir, acho a Star uma das irmãs mais intrigantes da série ^^.

Beijos



domingo, 14 de agosto de 2016

Na MInha Caixa de Correio #49

Boa tarde aventureiros!
Fiquei alguns dias ausente aqui, não consegui postar nada, mas agora estou de volta se deus quiser sem atrasos hehe. Hoje é dia de mais um bookhaul e esse mês são algumas coisinhas que chegaram atrasadas no mês de julho. 
Bora conferir?
- Os Condenados - Andrew Pyper
Eu amei a escrita do Andrew quando li O Demonologista, e quando vi que ia ter livro novo esse ano já fiquei ansiosa. Apesar de que a pretensão era a de comprar apenas no fim do ano, uma promoção mudou meus planos e adquiri o livro mais cedo. Não pretendo ler agora, quero deixar para outubro para fazer um mês do terror hahaha
- Meio Rei - Joe Abercrombie
Meio Rei foi um dos lançamentos de Junho da Editora Arqueiro e eu fiquei muito curiosa com a leitura e depois das várias resenhas positivas foi um dos que eu solicitei em Julho para ler pela parceria. Adoro fantasia e esse autor sempre foi indicado para ler por alguns amigos, comecei a ler ontem e espero terminar logo pois não é um livro grande. 
- Pecados No Inverno - Lisa Kleypas
O outro livro que eu pedi em julho foi o terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Pecados No Inverno da Lisa Kleypas, e essa capa está muito lindaaa. Já li e logo mais tem resenha então fiquem de olho. 
- Blu-ray Um Conto do Destino
- DVD Peter Pan, Annabelle e Homem de Aço.
E como eu adoro filmes e adoro uma promoção, comprei esses para a coleção hahaha Annabelle e O Homem de Aço foram apenas 4,99 cada um e Peter Pan e Um Conto do Destino, 9,90, cada.

É isso, por enquanto hahaha
Quero tentar NÃO comprar nenhum livro pelos próximos dois meses! Vamos ver se eu consigo né kkk

Beijos

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Resenha: Os Tambores do Outono - Parte 2 - Diana Gabaldon

Título: Os Tambores Do Outono Parte Dois -  Outlander Livro 4
Título Original: Outlander - Dumms Of Autumn
AutorJulia Quinn
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas: 469 
"SERÁ POSSÍVEL ALTERAR O PASSADO?
Depois de voltar no tempo à Escócia do século XVIIIe reencontrar Jamie Fraser, o amor de sua vida, Claire Randall seguiu com ele para o Novo Mundo. Agora eles moram na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e Jamie, com o auxílio da misteriosa e autoritária Jocasta Cameron, conseguiu tornar-se uma pessoa influente. As coisas finalmente parecem estar entrando nos eixos.
Duzentos anos a frente, a filha dos dois, Brianna, encontra um recorte de jornal antigo e descobre que Claire e Jamie morrerão em um incêndio. Isso, somado a sua curiosidade em relação ao pai biológico e a saudade que sente da mãe, faz com que deixe o namorado para trás e se lance através do círculo de pedras em uma aterrorizante jornada rumo ao desconhecido. Para salvar a vida daqueles que ama, ela tentará mudar o passado, mesmo que isso signifique colocar em risco o próprio futuro
Assim que fica sabendo o que a namorada fez, Roger Wakefield abandona seu emprego de professor e decide segui-la. Mais uma vez, a força do amor ultrapassa obstáculos, vencendo o tempo e o espaço, e dá início a uma nova e fantástica fase nesta saga antológica."


Genteee! Bom dia!
Ahhh como eu amo essa série, não me canso de repetir, Diana Gabaldon é uma escritora fantástica. 

Como eu já havia mencionado antes, não lembro a resenha de qual dos livros da série, a autora se reinventa na narrativa de forma que não fique sempre a mesma coisa ou que fique chato. Está sempre mudando o foco dos personagens e isso pode não ter agradado a todos.

Em Os Tambores do Outono Parte 1 a narrativa acompanha prioritariamente o casal Jamie e Claire, e nos narra suas novas aventuras no Novo Mundo no século XVIII, paralelamente temos Brianna e Roger no século XX. Mas já na parte 2, começamos a história com Roger e Brianna e até mais ou menos umas 160 páginas é apenas eles que vemos, vi algumas resenhas de pessoas que não gostaram muito desse livro devido ao foco a esses personagens.

Eu adorei a mudança, acho que agora entramos em uma nova fase da saga e a autora deve explorar sim os novos personagens. Nesse ponto, Brianna é sim uma personagem presente a todo momento. Como sempre, alguns capítulos são narrados em primeira pessoa pelo ponto de vista de Claire como nos livros anteriores, e outros são narrados em terceira pessoa e focam em Jamie, Brianna e Roger.

Os personagens continuam basicamente os mesmos, com alguns ressurgimentos e acontecimentos chocantes. A autora consegue provocar os mais diversos sentimentos com suas histórias, eu ficava a beira das lágrimas na maioria das vezes e fiquei feliz em ver a dinâmica familiar apresentada pelos Fraser.

Sim, Brianna viaja no tempo em busca de seus pais. Nem tudo é um mar de rosas e muitas dificuldades se apresentam diante da jovem, mas conhecer seus tios e seus primos foi um acontecimento incrível, porém nem se compara com o desejo e a busca pela pessoa que mais lhe importava naquele momento, seu pai, Jamie Fraser. Roger vai atrás da namorada e demonstra também a força do seu amor, que passa por provações a todo momento.

Para mim a cena do embate entre Brianna e Laoghaire foi bombástica! Simplesmente amei e quem leu sabe o que acontece, se não leu precisa conferir. Detesto a Laoghaire!! Muito mesmo, mas penso que o que é dela ainda está guardado ehehehehe.

Também li muitas reclamações sobre a autora utilizar muito o estupro em suas histórias, sim é triste, e revoltante, mas analisando o contexto histórico é algo que acontecia muito naquela época, então é natural que ela escreva cenas assim, não quer dizer que ela concorde com isso e nem o leitor.

Algo que me deixou muito surpresa é a descoberta que Roger faz no final do livro, sobre sua própria origem e o papel que tem a desempenhar naquele tempo, quando apenas um acaso decide toda uma vida. O que gosto na série é que cada personagem é importante à sua maneira, cada um tem um papel a desempenhar e nada é ao acaso.

Gosto muito do personagem John Grey, acho que apesar dos atritos que teve com Claire, ele é um homem íntegro e honrado e a ajuda que ele presta a Brianna foi super fofa, ainda quero vê-lo mais adiante. O jovem Ian é outro personagem que eu amo e me partiu o coração o destino dele, que espero que mude futuramente e apareça novamente na . Toda a cultura apresentada nesse livro é incrível, é uma mudança de ares, e acompanhar melhor a jornada dos Frasers pelo Novo Mundo e seu envolvimentos com os índios é muito bacana.

É uma serie maravilhosa, não sei quanto já disse isso haha mas super recomendada. A edição da arqueiro está ótima, com pouquíssimos erros de revisão que quase passam despercebidos, e a capa ta linda. Não vou continuar falando, que senão vai ficar maior do que já tá, e eu sei como é difícil ler um post muito longo.

Então fica a dica. Se ainda não leu, vale muito a pena. Se já leu me conta o que achou. =D

Beijos