segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Resenha: Meio Rei - Joe Abercrombie

Título: Meio Rei - Mar Despedaçado 1 
Título Original: Half a King - Shattered Sea
Autor: Joe Abercrombie
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas288
Bom dia leitores! 
Hoje a resenha é desse livro do Joe Abercrombie que foi o meu primeiro contato com a escrita do autor, que já tem outros livros lançados por aqui. Meio Rei foi lançamento da Editora Arqueiro no mês de Junho, mas solicitei para resenha no mês de julho e não via a hora de chegar para conferir.

A história se passa em um mundo medieval, o  Mar Despedaçado, governado pelo Rei Supremo, mas que possui vários reinos cada um com seu próprio rei que responde ao Rei Supremo, é pontuado por disputas políticas e territoriais. Yarvi é o filho mais novo do Rei Uthrik e da Rainha Laithlin do reino de Gettland, mas diferente de seu irmão mais velho e herdeiro do trono, Yarvi não é um guerreiro. 

Ao nascer com sua mão esquerda deformada se tornou uma decepção para seu pai e seu povo, mas o que ele não possui em habilidades físicas compensa em inteligência e estuda para se torna Ministro e algum dia auxiliar o Rei. Porém, ao receber a notícia de que seu pai e irmão foram assassinados, Yarvi se vê coroado Rei e precisa assumir responsabilidades que nunca esperara, e tomar decisões duras e difíceis, além da promessa de vingar a morte de metade de sua família.

Mas há traições por todos os lados e uma conspiração para matá-lo faz com que Yarvi fuja por sua vida, mas acaba sendo preso pelo maior inimigo de seu Reino, Grom-gil- Gorm rei de Vansterland, mas sua habilidade e inteligência o levam a esconder sua identidade para sobreviver, mas é  transformado em escravo e vendido com uma propriedade. 

Passando por situações inesperadas e difíceis, Yarvi luta para sobreviver em um mundo cruel onde os seres humanos fazem as vezes de monstros, e encontra apoio em pessoas totalmente diferentes do que estava acostumado com sua vida tranquila de príncipe de Gettland e precisa se esforçar ao máximo para voltar para casa e cumprir a promessa de vingar sua família.

É uma leitura muito boa, com aventuras incríveis e reviravoltas marcantes! O mundo criado por Joe é fantástico e muito bem construido, mas sem elementos mágicos. Apesar dos elfos terem habitados as terras ao redor do mar despedaçado, há muitos e muitos anos que estes desapareceram, e o único monstro presente na história é o ser humano e a ganancia.

Yarvi à primeira vista é um personagem fraco e covarde, mas conforme o vamos conhecendo percebemos que ele não é feito da mesma fibra de seu pai ou irmão, ele é um jovem pacífico e a rejeição de seu pai sempre o marcou profundamente. É graças a essa natureza pacífica e sua inteligência que ele é direcionado a se tornar ministro e se torna aprendiz de Mãe Gundring, a ministra de seu pai. 

Mas conforme a história se desenvolve, Yarvi amadurece e descobre todo o seu potencial, tanto para sobreviver quanto para manipular a situação a seu favor, percebendo que é mais parecido com sua mãe, a Rainha Dourada, do que imaginava. E é esse conhecimento dos ministros, o tempo de estudo com mãe Gundring que o ajudam a sobreviver, mais do que suas habilidades de luta.

A narrativa do autor é bem fluida e envolvente, em terceira pessoa, e os personagens criados são totalmente diferentes em si. Cada um de um lugar diferente ao redor do Mar Despedaçado, com suas características ímpares e muitos nos deixam completamente encantados. Confesso que certas coisas no livro foram totalmente previsíveis para mim, como por exemplo um personagem que é uma incógnita o livro inteiro, desde sua primeira aparição eu adivinhei quem era. 

Entretanto a previsibilidade de alguns fatos não diminuiu em nada a qualidade da história, eu estava mais empolgada ainda para ler o final para saber se estava certa e mesmo assim ainda consegui ser surpreendida com outros fatos. =)

Adorei esse primeiro livro e super indico para quem adora uma aventura medieval, cheia de intrigas e traições, assassinato e poder. Já aguardo ansiosa para a continuação e o desfecho da trilogia! 

Já leu? Me conta o que achou.

Beijos


segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Resenha: A Garota Italiana - Lucinda Riley

TítuloA Garota Italiana 
Título Original: The Italian Girl
Autor: Lucinda Riley
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas: 464
"Aos 11 anos, Rosanna Menici vê sua vida transformada para sempre quando conhece Roberto Rossini, um jovem cantor de ópera.
Depois desse único encontro, ela se deixa guiar pelo próprio talento e embarca numa viagem que, ao longo dos anos, a leva a uma vida simples em Nápoles para os palcos das mais famosas óperas do mundo.
É então que seu caminho cruza novamente com o de Roberto. Arrebatados pela paixão, eles passam a dividir os holofotes e a encantar as plateias onde quer que se apresentem. No entanto, segredos do passado ameaçam a felicidade do casal e seu relacionamento quase obsessivo começa a afetar a carreira de Rosanna e a vida de todos a sua volta. Com Roberto, ela se vê perdida numa paixão que a consome e sem a qual não pode viver."


Bom dia!
Hoje é dia de mais uma resenha e o livro é um dos lançamentos de Junho da Editora Arqueiro, e de uma das minhas autoras favoritas. ^^
Depois de começar a acompanhar a série As Sete Irmãs, que é ótima a propósito, foi bom ler outro livro da autora que fosse único, que não fizesse parte de uma série já que há um tempo não era lançado nada independente.

Acostumada com os romances da Lucinda, ao ler A Garota Italiana mergulhei de cabeça na narrativa envolvente. Porém esse é um romance totalmente diferente dos que eu estava habituada a ler da autora.

O começo é um pouco devagar, mas de forma alguma ruim. Em 1966, conhecemos Rosanna, aos 11 anos e sua família conservadora, composta pelos pais e uma irmã e um irmão mais velho. Carlotta é uma beldade que atrai muitos olhares apaixonados, Luca é um jovem inteligente e amoroso que faz de tudo para ajudar os pais e proteger a irmã mais nova.

Em uma festa no restaurante de seus pais, Rosanna conhece Roberto e se apaixona, mas é claro que Roberto nunca olharia duas vezes para a menina de apenas 11 anos, mas ao escutar a menina cantar fica impressionado com a voz que pode vir a se tornar um sucesso e aconselha os pais de Rosanna a lhe arrumar um professor particular para treiná-la.

É claro que para o pai de Rosanna isso é um desperdício de tempo e dinheiro, a menina deveria crescer e arrumar um bom marido e formar sua família. E é assim que Luca, leva a irmã escondida até o professor indicado por Roberto e com suas economias paga as aulas de Rosanna.

Alguns anos depois Rosanna se torna um cantora de ópera famosa, e seu reencontro com Roberto faz ressurgir aquele sentimento forte que desde menina lhe acompanha. Assim os dois ficam juntos e passam a dividir o palco e a vida pessoal.

Mas ao contrário de vários romances, esse não é um livro que eu torci para o casal ficar juntos e dar certo ao final. O relacionamento entre Rosanna e Roberto é obsessivo e totalmente controlador, Roberto é machista e egoísta e Rosanna por amor se deixa levar pelo marido, e isso afeta não apenas sua família e seus amigos mas também sua carreira.

É uma história intrigante e revoltante em vários aspectos. =/ Em alguns momentos amaldiçoei Rosanna por ser tão tola e tão dependente de Roberto, mas sei que é fácil julgar quando nunca se passou pela mesma situação.

É uma história sem mocinho e mocinha, ambos são muito humanos e cometem falhas como qualquer ser humano, além das perdas, é uma história de superação. Uma jovem que sai de uma família humilde em Nápoles e se torna uma grande estrela com uma voz linda, um dom maravilhoso. Tem muitos personagens secundários maravilhosos, como Luca e Abbi.

Apesar de ser novo aqui no Brasil, A Garota Italiana foi lançado em 1996, com o título de Ária, quando a autora escrevia sob o pseudonimo de Lucinda Edmonds. Assim, para o relançamento, a autora deu uma revisada na história, e nos apresentou essa história cheia de tramas e mentiras, traições e amor.

É uma ótima indicação tanto para quem já conhece a escrita da autora, quanto para quem ainda não conhece e deseja começar a ler. Apesar de ser diferente do que eu estava acostumada e diferente do que eu esperava, eu adorei a leitura. Amei odiar o Roberto e amei muitos outros personagens. =)

Já leu? Quer ler? Não perde a oportunidade de conhecer essa autora! Esse mês estão sendo lançados As Sete Irmãs (com capa nova e editora nova!), A Irmã da Tempestade (relançamento com capa nova), e A Irmã da Sombra pela Editora Arqueiro. Esse último aguardo ansiosa demais para conferir, acho a Star uma das irmãs mais intrigantes da série ^^.

Beijos



domingo, 14 de agosto de 2016

Na MInha Caixa de Correio #49

Boa tarde aventureiros!
Fiquei alguns dias ausente aqui, não consegui postar nada, mas agora estou de volta se deus quiser sem atrasos hehe. Hoje é dia de mais um bookhaul e esse mês são algumas coisinhas que chegaram atrasadas no mês de julho. 
Bora conferir?
- Os Condenados - Andrew Pyper
Eu amei a escrita do Andrew quando li O Demonologista, e quando vi que ia ter livro novo esse ano já fiquei ansiosa. Apesar de que a pretensão era a de comprar apenas no fim do ano, uma promoção mudou meus planos e adquiri o livro mais cedo. Não pretendo ler agora, quero deixar para outubro para fazer um mês do terror hahaha
- Meio Rei - Joe Abercrombie
Meio Rei foi um dos lançamentos de Junho da Editora Arqueiro e eu fiquei muito curiosa com a leitura e depois das várias resenhas positivas foi um dos que eu solicitei em Julho para ler pela parceria. Adoro fantasia e esse autor sempre foi indicado para ler por alguns amigos, comecei a ler ontem e espero terminar logo pois não é um livro grande. 
- Pecados No Inverno - Lisa Kleypas
O outro livro que eu pedi em julho foi o terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor, Pecados No Inverno da Lisa Kleypas, e essa capa está muito lindaaa. Já li e logo mais tem resenha então fiquem de olho. 
- Blu-ray Um Conto do Destino
- DVD Peter Pan, Annabelle e Homem de Aço.
E como eu adoro filmes e adoro uma promoção, comprei esses para a coleção hahaha Annabelle e O Homem de Aço foram apenas 4,99 cada um e Peter Pan e Um Conto do Destino, 9,90, cada.

É isso, por enquanto hahaha
Quero tentar NÃO comprar nenhum livro pelos próximos dois meses! Vamos ver se eu consigo né kkk

Beijos

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Resenha: Os Tambores do Outono - Parte 2 - Diana Gabaldon

Título: Os Tambores Do Outono Parte Dois -  Outlander Livro 4
Título Original: Outlander - Dumms Of Autumn
AutorJulia Quinn
EditoraArqueiro
Ano2016
Páginas: 469 
"SERÁ POSSÍVEL ALTERAR O PASSADO?
Depois de voltar no tempo à Escócia do século XVIIIe reencontrar Jamie Fraser, o amor de sua vida, Claire Randall seguiu com ele para o Novo Mundo. Agora eles moram na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e Jamie, com o auxílio da misteriosa e autoritária Jocasta Cameron, conseguiu tornar-se uma pessoa influente. As coisas finalmente parecem estar entrando nos eixos.
Duzentos anos a frente, a filha dos dois, Brianna, encontra um recorte de jornal antigo e descobre que Claire e Jamie morrerão em um incêndio. Isso, somado a sua curiosidade em relação ao pai biológico e a saudade que sente da mãe, faz com que deixe o namorado para trás e se lance através do círculo de pedras em uma aterrorizante jornada rumo ao desconhecido. Para salvar a vida daqueles que ama, ela tentará mudar o passado, mesmo que isso signifique colocar em risco o próprio futuro
Assim que fica sabendo o que a namorada fez, Roger Wakefield abandona seu emprego de professor e decide segui-la. Mais uma vez, a força do amor ultrapassa obstáculos, vencendo o tempo e o espaço, e dá início a uma nova e fantástica fase nesta saga antológica."


Genteee! Bom dia!
Ahhh como eu amo essa série, não me canso de repetir, Diana Gabaldon é uma escritora fantástica. 

Como eu já havia mencionado antes, não lembro a resenha de qual dos livros da série, a autora se reinventa na narrativa de forma que não fique sempre a mesma coisa ou que fique chato. Está sempre mudando o foco dos personagens e isso pode não ter agradado a todos.

Em Os Tambores do Outono Parte 1 a narrativa acompanha prioritariamente o casal Jamie e Claire, e nos narra suas novas aventuras no Novo Mundo no século XVIII, paralelamente temos Brianna e Roger no século XX. Mas já na parte 2, começamos a história com Roger e Brianna e até mais ou menos umas 160 páginas é apenas eles que vemos, vi algumas resenhas de pessoas que não gostaram muito desse livro devido ao foco a esses personagens.

Eu adorei a mudança, acho que agora entramos em uma nova fase da saga e a autora deve explorar sim os novos personagens. Nesse ponto, Brianna é sim uma personagem presente a todo momento. Como sempre, alguns capítulos são narrados em primeira pessoa pelo ponto de vista de Claire como nos livros anteriores, e outros são narrados em terceira pessoa e focam em Jamie, Brianna e Roger.

Os personagens continuam basicamente os mesmos, com alguns ressurgimentos e acontecimentos chocantes. A autora consegue provocar os mais diversos sentimentos com suas histórias, eu ficava a beira das lágrimas na maioria das vezes e fiquei feliz em ver a dinâmica familiar apresentada pelos Fraser.

Sim, Brianna viaja no tempo em busca de seus pais. Nem tudo é um mar de rosas e muitas dificuldades se apresentam diante da jovem, mas conhecer seus tios e seus primos foi um acontecimento incrível, porém nem se compara com o desejo e a busca pela pessoa que mais lhe importava naquele momento, seu pai, Jamie Fraser. Roger vai atrás da namorada e demonstra também a força do seu amor, que passa por provações a todo momento.

Para mim a cena do embate entre Brianna e Laoghaire foi bombástica! Simplesmente amei e quem leu sabe o que acontece, se não leu precisa conferir. Detesto a Laoghaire!! Muito mesmo, mas penso que o que é dela ainda está guardado ehehehehe.

Também li muitas reclamações sobre a autora utilizar muito o estupro em suas histórias, sim é triste, e revoltante, mas analisando o contexto histórico é algo que acontecia muito naquela época, então é natural que ela escreva cenas assim, não quer dizer que ela concorde com isso e nem o leitor.

Algo que me deixou muito surpresa é a descoberta que Roger faz no final do livro, sobre sua própria origem e o papel que tem a desempenhar naquele tempo, quando apenas um acaso decide toda uma vida. O que gosto na série é que cada personagem é importante à sua maneira, cada um tem um papel a desempenhar e nada é ao acaso.

Gosto muito do personagem John Grey, acho que apesar dos atritos que teve com Claire, ele é um homem íntegro e honrado e a ajuda que ele presta a Brianna foi super fofa, ainda quero vê-lo mais adiante. O jovem Ian é outro personagem que eu amo e me partiu o coração o destino dele, que espero que mude futuramente e apareça novamente na . Toda a cultura apresentada nesse livro é incrível, é uma mudança de ares, e acompanhar melhor a jornada dos Frasers pelo Novo Mundo e seu envolvimentos com os índios é muito bacana.

É uma serie maravilhosa, não sei quanto já disse isso haha mas super recomendada. A edição da arqueiro está ótima, com pouquíssimos erros de revisão que quase passam despercebidos, e a capa ta linda. Não vou continuar falando, que senão vai ficar maior do que já tá, e eu sei como é difícil ler um post muito longo.

Então fica a dica. Se ainda não leu, vale muito a pena. Se já leu me conta o que achou. =D

Beijos

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Resenha: A Caminho do Altar - Julia Quinn

TítuloA Caminho do Altar - Os Bridgertons 8 
Título Original: On The Way To The Wedding
AutorJulia Quinn
Editora: Arqueiro
Ano2016
Páginas320
"Ao contrário da maioria de seus amigos, Gregory Bridgeton sempre acreditou no amor. Não podia ser diferente: seus pais se adoravam e seus sete irmãos se casaram apaixonados. Por isso, o jovem tem certeza de que também encontrará a mulher que foi feita para ele e que a reconhecerá assim que a vir. E é exatamente isso que acontece.
O problema é que Hermione Watson está encantada por outro homem e não lhe dá a menor atenção. Para sorte de Gregory, porém, Lucinda Abernathy considera o pretendente da melhor amiga um péssimo partido e se oferece para ajudar o romântico Bridgerton a conquistá-la.
Mas tudo começa a mudar quando quem se apaixona por ele é Lucy, que já foi prometida pelo tio a um homem que mal conhece. Agora, será que Gregory perceberá a tempo que ela, com seu humor inteligente e seu sorriso luminoso, é a mulher ideal para ele?"

Bom dia!!!
A resenha de hoje até me aperta o coração, pois é o último livro de uma série que eu amo! E sei que ainda terão muitos livros da Julia Quinn a serem lançados e até mesmo da família Bridgerton, mas essa série foi sobre os oito irmãos e infelizmente chegou ao fim.

Como sempre, romances de época, à primeira vista podem ser um tanto quanto clichê não é mesmo? Rapaz se apaixona por garota e recebe ajuda da melhor amiga da mesma, para conquistá-la, mas o que acontece é que a amiga se apaixona pelo rapaz. Até aí super clichê, não é? Mas a Julia Quinn não tem nada de clichê...

Após sete livros, alguns bons outros ótimos, ao começar a ler esse eu não esperava que a Julia Quinn conseguiria me surpreender tanto com mais uma história de um Bridgerton. Eu simplesmente amei essa leitura e se tornou um dos meus favoritos. A forma que a história se desenvolve e como os personagens se conhecem e se relacionam, a delicadeza com que os sentimentos vão surgindo, demonstrando que existe amor verdadeiro e muitas vezes, amor à segunda vista. 

Gregory era um personagem que nunca me fascinou nos livros anteriores, por sempre ser apresentado muito jovem e até imaturo, mas nesse livro já é um homem formado de 26 anos, maduro, com responsabilidades e anseios. Um homem de fibra e a personalidade forte comum também em seus irmãos, é carismático e amoroso e além de tudo charmoso, ou seja, é um ótimo partido.

Lucinda é um jovem requintada, sistemática, meticulosa e organizada, prática e totalmente cética em relação ao amor; sua visão de mundo e dos sentimentos ainda era um tanto quanto limitada, mas conforme sua amizade se desenvolve com o jovem Sr. Bridgerton, ela vai descobrindo que nem tudo é o que parece ser e que o amor é sim uma possibilidade bem real.

Um casal que aprendeu juntos como o verdadeiro amor é, e que pode surgir de formas inesperadas.  A narrativa da autora como sempre está bem divertida e sarcástica, e esse livro é muito romântico! O aprendizado de Gregory é enorme nesse livro, as atitudes que toma em nome do amor, no início me pareceram um tanto quanto tolas, mas depois ficou diferente, ele lutou pela sua felicidade com tanto afinco.

Os personagens secundários também encantaram, Hermione não me agradou tanto no início, achei ela indiferente na história e não apenas ao Gregory hehe mas depois mudei de opinião. Adorei rever Kate e Anthony, Hyancinth e Violet e o Colin s2.

Uma leitura super recomendada e apaixonante, para qualquer tarde de sol e dia chuvoso. Recomendo não apenas esse livro, mas toda a série. É uma série linda, com personagens muito bem elaborados, cada um com sua personalidade marcante, e com um senso de família incrível, queria eu que a minha família fosse tão unida!

Então fica a dica!
Se já leu me conta o que achou e qual(is) o(s) seu(s) favorito(s). Se vai ler me fala quais suas expectativas! ^^

Beijos

domingo, 24 de julho de 2016

Na Minha Caixa De Correio #48

Oi galera.
Hoje é dia de mais um bookhaul para fechar o mês de julho! Esse mês foram muitas compras incríveis, mas agora vou dar uma maneirada para poder me dedicar a ler a pilha de livros que estão por aqui. Mas vamos conferir as novidades?
A Espada de Shannara - Terry Brooks
As Pedras Élficas de Shannara - Terry Brooks
Aqui abriu uma loja Americanas em Abril, e sempre que ia lá os preços dos livros não me atraiam, e também a maioria eu já tenho, aí esses dias, após assistir aos dois primeiros episodios da série The Shannara Chronicles, ao passar por lá vi os dois primeiros livros da trilogia em oferta e resolvi comprar. A minha intenção é ler os dois antes de dar continuidade na série, que achei muito interessante. Mas não sei quando vou poder ler, mas está na lista! ^^
Obras Inacabadas - Jane Austen
Príncipe Mecânico - Cassandra Clare
Princesa Mecânica - Cassandra Clare
O Exorcista - William Peter Blatty
Em Algum Lugar Nas Estrelas - Clare Vanderpool
Essa foi uma compra que eu fiz na amazon há algumas semanas atrás, tinha recebido um cupom de 15% de uma compra anterior e acabei por pedir esses títulos. Agora com a trilogia As Peças Infernais completa, eu não vejo a hora de começar a ler pois muitos me falaram que é muito melhor que a série Os Instrumentos Mortais, que eu também gostei. O Exorcista eu pretendo ler em Outubro, para fazer um mês temático só com livros de terror, mas vamos ver. Livro da DarkSide não podia faltar né! Esse livro está em uma edição linda de morrer hahaha e Obras Inacabadas para acrescentar a minha coleção da Jane, é um livro bem fino então acredito que será uma leitura rápida.
Golias A Revelação - Scott Westerfeld
Eu e a minha mania de comprar todos os livros antes de ler hahaha Esse é o terceiro livro da trilogia Leviatã, do mesmo autor da série Feios. Eu descobri esses livro quando ganhei o segundo livro de cortesia do Skoob, aí resolvi comprar o primeiro, mas decidi ler apenas quando estivesse com os 3 em mãos. Vi ele em uma feira de livro que tem no shopping aqui e estava mais barato que na internet então comprei, agora é planejar quando vou começar. Se você já leu me fala se gostou. 

AÍ EU TINHA PROMETIDO A MIM MESMA QUE NÃO COMPRARIA MAIS NENHUM LIVRO PELO RESTANTE DO MÊS...

Mas a Amazon quis me tentar, e fez o Amazon Day! hahaha Cara, ficou impossível resistir, tinha muito livro bom e barato, alguns esgotaram antes que eu sequer tivesse chance de respirar hahaha Mas eu garanti alguns livros há muuito desejados. 
Guerra e Paz - Liev Tolstói
Anna Kariênina - Liev Tolstói
 Um autor que sempre tive vontade de ler, mas seus livros sempre eram muito caros! =O Eles estavam praticamente a metade do preço o que me motivou a comprar. Já assisti um filme da Anna Karenina e achei muito boa a história. Os dois livros são bem grossinhos, mas pretendo ler logo, quem sabe fazer maratona.
Os Miseráveis - Victor Hugo
Eu sou apaixonada pelos filmes, tanto o de 1998, com o Liam Neeson e Geoffrey Rush, como o de 2012 que é um lindo musical. E sempre tive vontade de ler a obra de Victor Hugo, e sou apaixonada nessa capa linda da edição da Martin Claret, apesar de muitos me indicarem para comprar a edição da Cosac Naify. Mas apesar de estarem quase o mesmo preço no dia, eu preferi essa! O único livro que já li do autor foi O Corcunda de Notre Dame que é uma leitura incrível, e já me tornei fã. Com Os Miseráveis pretendo fazer maratona, porque um livro desse tamanho(1500 páginas!) deve ser muito díficil de ler rápido hehehe.
 Orgulho e Preconceito - Jane Austen
Quem me conhece sabe que esse é o meu livro favorito na vida! Amo a história, os personagens, já assisti o filme umas 50 vezes e nunca me canso kkkk Eu tenho uma edição brochura da Martin Claret, mais antiga que tem 3 livros em 1. Mas essa edição estava na minha lista de desejados há muito tempo, por ser capa dura, bilíngue e a capa do filme. =D

HQ Batman A Piada Mortal
HQ Coringa
Eu adoro o Batman, mas nunca tive oportunidade de ler as HQs, mas agora pretendo começar a conferir as obras que mais me interessam. A Piada Mortal é uma das HQs que mais ouço falar do Batman e essa caixa especial vem com ela e também a HQ Coringa, que é sobre o palhaço do crime mais famoso do mundo dos quadrinhos. Já li A Piada Mortal, pois amanhã vou assistir ao filme no cinema(sessão especial do cinemark o/). Logo trago resenha.

Bom, é isso! Ainda tem umas coisinhas para chegar mas vão ficar para o próximo bookhaul! =)
Quais vocês já leram ou querem ler? Não deixem de me contar.

Beijos! 


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Resenha: O Sol É Para Todos - Harper Lee

Título: O Sol É Para Todos
Título Original: To Kill A Mockingbird
Autor: Harper Lee
EditoraJosé Olympio
Ano: 2015
Páginas: 364
"A história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado por Scout, filha do avogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça."

Bom dia leitores!
Hoje a resenha é desse livro ótimo e que todo ser humano deveria ler. Eu li esse livro devido a um clube do livro que umas amigas blogueiras fizeram no whats app, e no mês de junho essa era a leitura que seria discutida ao fim do mês. 

Confesso que no começo, para mim, foi uma leitura bem arrastada! Não culpo a história em si mas outros fatores, como o fato de ter lido em ebook, o que não sou muito fã, e a letra era bem pequena, e como era pdf não aumentava. E essa definitivamente não é uma resenha fácil de escrever, é difícil expressar a gama de sentimentos que este livro trouxe à tona em mim, mas vou tentar me fazer ser compreendida hehe.

Pois bem, o livro é narrado pela Scout, apelido dado a pequena Jean Louise Finch, que aos seis anos de idade é uma criança perceptiva e que aprende a crua verdade da sociedade em que vive. Ela é muito detalhista, nos primeiros capítulos, sobre o local em que vive: Maycomb, Alabama, sobre sua família, seu pai Atticus Finch, um respeitável advogado, Jem, seu irmão mais velho e Calpurnia a cozinheira negra, além de sua vizinhança.

Scout é esperta e inteligente e muitas vezes age como um menino, gosta de usar calças e brincar na rua com Jem e Dill, o que deixa sua tia Alexandra e algumas senhoras da cidade horrorizadas, uma vez que ela deveria agir como a dama que era. Daí já podemos perceber uma rigidez da sociedade, que prega o pecado, e a moral, e os bons costumes.

A época que se passa a história além de ser logo após a grande depressão, ainda foca no problema da segregação racial. Grande parte da sociedade americana é extremamente racista e se esquece que apesar da cor diferente, os negros são humanos como qualquer um.

Scout, ainda inocente aos defeitos e a hipocrisia humana, vai descobrindo aos poucos esses sentimentos tão vergonhosos que permeiam a humanidade. Principalmente quando seu pai se dispõe a defender um negro acusado do estupro de uma mulher branca, em um tribunal.

Mas o livro não é apenas esse clima forte, existe momentos descontraídos em que Scout passa com seu irmão Jem e seu amigo Dill, e o mistério que envolve o vizinho recluso Boo Radley. Apesar desse clima descontraído, o livro é muito interessante pelos temas abordados, um choque de realidade que algumas pessoas deveriam ter em algum momento da vida.

As injustiças que existiam, é tão revoltante por ser real! Por ser evidente que o comportamento racista não ficou lá no passado e no nosso dia a dia temos muitos exemplos disso. Os diálogos de Atticus Finch são inspiradores, seu discurso é tão cheio de verdades e tão humano, principalmente quando se encontra no tribunal a defender o jovem injustamente acusado diante de toda a cidade.

Eu chorei durante a leitura desse livro, assim como Jem chorou quando descobriu a dura realidade da injustiça humana. Eu me identifiquei com o personagem do Jem, por ver que ele é um idealista e acreditar que o certo e o justo sempre venceria. 

E é a partir desses exemplos que cresce a percepção de Scout sobre o seu redor, por sua pouca idade, apesar de ser muito inteligente ela ainda não compreendia totalmente o que se passava, mas as coisas mudam quando começa a perceber que sua família passa a ser tratada de forma diferente pelos vizinhos e colegas. 

É uma leitura arrasadora e maravilhosa, e definitivamente deveria ser leitura obrigatória nas escolas do Brasil. É simples, mas ao mesmo tempo é intenso e de uma complexidade enorme, e apesar de se passar no século passado, é um tema mais que atual.

Só não dou nota cinco, por causa do início que para mim foi um pouco arrastado. Mas apesar da nota dada eu favoritei esse livro! Assim que terminei entrei no netflix para assistir ao filme, que também é incrível e com atuações excelentes, então vale a pena conferir.

Já leu? Me conta o que achou. Espero que tenham gostado da resenha e não esqueçam de comentar. ;)

Beijos
 

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Lançamentos de Julho: Arqueiro e Sextante

Boa tarde leitores!
Quem mais ama essa editora linda e esses livros maravilhosos? Hora de conferir o que está chegando esse mês por aqui. E basicamente, esse mês vai fazer a alegria de muito leitor que estava aguardando o lançamentos das continuações de suas séries favoritas.
 
 
Eu estava ansiosa para o terceiro livro da série As Quatro Estações do Amor da Lisa Kleypas, pois o final de Era Uma Vez No Outono me deixou chocada! hahaha Para os fãs da Abbi Glines, Mia Sheridan e Nora Roberts, também tem continuações de seus romances. Do Douglas Adams também tem lançamento do segundo livro da série Dirk Gently. Apenas um Garoto é o primeiro livro LGBTI lançado pela editora,escrito por Bill Konigsberg e já fiquei curiosa com essa leitura!

Outlander A Viajante Do Tempo sendo relançado com o selo da Arqueiro! ^^ E muitas novidades pela Sextante, essas capas estão lindas né. Eu quero muito Pecados No Inverno, tipo para ontem hahaha. Quais te deixaram com vontade de conferir? Conta pra gente.

Beijos 

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Resenha: Os Tambores do Outono Parte 1 - Diana Gabaldon

Título: Os Tambores do Outono - Parte 1 - Outlander 4
Título Original: Drums of Autumm
Autor: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 576 

"Após tomar a difícil decisão de deixar a filha no século XX e viajar no tempo novamente para reencontrar seu grande amor, Claire Randall tem mais um desafio: criar raízes na América colonial do século XVIII ao lado de Jamie Fraser. Eles partem rumo à Carolina do Norte para encontrar um novo lar e contam com a ajuda de Jocasta Cameron, tia de Jaime e dona de uma propriedade na região.
Enquanto isso, em 1969, Brianna Randall se une a Roger Wakefield, professor de história e descendente do clã dos MacKenzie, para encontrar as respostas sobre as próprias origens e sobre Jamie, o pai biológico que nunca conheceu."

Bom dia!
Mais uma resenha dessa série que acaba com o meu psicológico hahaha
Se você ainda não leu os livros anteriores é bem provável que vá ter alguns pequenos spoilers por aqui.

Após resgatarem o jovem Ian de sua captora, Jamie e Claire, chegam as Colonias, um lugar que lhes parece a oportunidade de um futuro feliz. Assim seguem rumo a Carolina do Norte, onde reside Jocasta Cameron, tia de Jamie e uma mulher cheia de mistérios. A oportunidade de se instalarem em um local onde poderia construir um futuro para sua esposa e sua família, é um tanto quanto tentadora para James Fraser.

Eu sou apaixonada pela Escócia e adoro os momentos passados nas Terras Altas, mas a oportunidade de conhecer melhor novas terras e uma nova cultura foi incrível.

O EUA no século XVIII, a América Colonial, é uma terra um tanto desconhecida, cheia de histórias sobre os índios selvagens e animais perigosos, uma nova aventura para esse casal que ultrapassa qualquer dificuldade. Eu simplesmente amei demais essa história! Assim como os livros anteriores é cheio de reviravoltas mas sempre com momentos descontraídos e divertidos, além dos momentos românticos que são cada vez mais lindos e emocionantes.

Como eu havia mencionado na resenha do terceiro livro, é muito evidente na narrativa o quanto os personagens principais amadurecem e as diferenças deles de vinte anos antes é muito perceptível, e alguém ainda comentou que no próximo livro isso seria mais evidente e eu concordo com o comentário.

Em Tambores do Outono, os Frasers estão em um ambiente totalmente desconhecido e hostil e precisam aprender juntos como lidar com as adversidades, agora não apenas eles, mas toda uma comunidade que deles depende. Como sempre Claire e Jamie parecem atrair desastres, mas juntos eles conseguem sobreviver a muitas coisas, além de também encontrarem suporte em pessoas totalmente diferentes de si e fazem amizades com pessoas de culturas totalmente distintas das que estão acostumados.

A narrativa é em primeira pessoa pelo ponto de vista de Claire, assim como nos livros anteriores, e apenas em alguns capítulos, quando Claire não está presente, como é o caso dos capítulos sobre Brianna e Roger, ou quando Jamie está longe, que a narrativa muda para terceira pessoa. Mas é sempre bom ler a história pelo ponto de vista da Claire, uma personagem surpreendente e perceptiva, o que torna a leitura mais fluida e cativante pela riqueza de detalhes.

Para quem já acompanha a saga é imperdível, para quem nunca leu, não sabe o que está perdendo, apesar de ser livros extensos a história é tão cativante que o tamanho nem incomoda. Por ser um livro dividido em duas partes, possui um final abrupto, e não vejo a hora de começar a ler o Parte 2, então aconselho a começar a ler já tendo ambos na estante.

A edição está impecável como sempre, a revisão está muito bem feita, não achei nenhum erro durante a leitura. A diagramação ótima e essa capa é linda! Acho que essa é a minha capa favorita até o momento, todas são lindas, mas essa me cativou, adorei os tons. A cada livro o amor só aumenta.

Me conta o que acharam da leitura, ou o que esperam do livro!
Beijos

domingo, 10 de julho de 2016

Na Minha Caixa de Correio #47

Olá aventureiros! 
Bora conferir os últimos livros que chegaram por aqui?

Parceria:
A Caminho do Altar - Julia Quinn
A Garota Italiana - Lucinda Riley
Os lançamentos de junho chegaram super rápido, chegaram antes do fim do mês! hehehe Escolhi duas autoras que eu amo, Julia Quinn chega com o ultimo livro da série Os Bridgertons, e a história de Gregory Bridgerton, o irmão mais novo. E também um livro muito aguardado por mim, A Garota Italiana da Lucinda Riley, que é uma das minhas autoras favoritas, pois escreve romances lindos que intercalam passado e presente em histórias emocionantes. Já comecei a ler A Caminho do Altar e logo tem resenha, e A Garota Italiana é a minha próxima leitura. ^^

Compra:
Harry Potter e a Pedra Filosofal Ilustrado - J. K. Rowling - Jim Kay
Harry Potter - A Magia Do Cinema - Brian Sibley
Sabe aquela promoção que não dá para ignorar? Então, Harry Potter A Magia do Cinema é um livro que eu desejava há muito tempo desde antes da primeira edição esgotar. Na época eu tive que escolher entre comprar ele ou o Das Páginas Para a Tela e dei preferência pro segundo e o primeiro esgotou. Agora que eles relançaram o livro eu tive que aproveitar a promoção e de quebra ainda comprei Harry Potter ilustrado, por enquanto só saiu o primeiro livro ilustrado, o que é bom porque pelo preço não dá para comprar tudo de uma vez hehehe mas ambos os livro são incríveis e todo fã deveria ter. 
Essa foto é para mostrar um pouquinho das coisas lindas que vem no meio do livro! Fora as que eu não tive coragem de tirar! É muita coisa linda, desde uma réplica do mapa do maroto ao convite para o baile de inverno, a carta de Hogwarts e muito mais. *-----*

Esse mês ainda vai ter outro book haul, porque tem mais coisa chegando por aí! 

Beijos