domingo, 2 de abril de 2017

[Resenha]: A Guerra Que Salvou Minha Vida - Kimberly Bradley

TítuloA Guerra Que Salvou Minha Vida
Título Original: The War That Saved My Life
AutorKimberly Brubaker Bradley
EditoraDarkSide Books
Ano2017
Páginas240
Bom dia!
Hoje a resenha é Darklove! 
Para quem não conhece, DarkLove é um selo da DarkSide Books destinado a lançar livros de autoras femininas, ou seja, não quer dizer necessáriamente livros de romance ok? Essa é uma das apostas da editora nesse começo de 2017 e posso dizer que mais uma vez eles acertaram a mão na escolha.

Em A Guerra Que Salvou Minha Vida, conhecemos Ada uma menina de 10 anos que nasceu com o pé torto e passou sua vida sendo mantida fechada dentro de casa sendo humilhada e agredida constantemente pela mãe por sua deficiência. Ada passa parte do seu dia sentada numa cadeira olhando as pessoas na rua, as crianças brincando e se divertindo e os adultos passando, vendo tudo o que não pode ter e não pode ser.

"Eu não sentia raiva. Sentia tristeza. A tristeza era tanta, que eu me perdia nela." Pág. 172

Sem saber exatamente nem a sua idade, Ada nunca foi a escola e cresce ignorante a várias coisas ao seu redor, com o único propósito de cuidar e proteger seu irmãozinho Jamie, que ao chegar aos seis anos começa a ir para a escola por ser uma criança normal, o que deixa Ada mais sozinha ainda.

Entretanto, os tempos são complicados pois o ano é 1939 e a guerra ameaça eclodir por toda a Europa, assim as crianças são mandadas embora de Londres, para o campo, onde estarão mais seguras dos bombardeios alemães. E Ada vê nisso uma oportunidade para fugir da Mãe com seu irmão e ter uma vida diferente.

Assim, ela vai escondida com Jamie para o campo e é alocada com Susan Smith, uma mulher solteira e solitária que não sabe nada sobre cuidar de crianças. As dificuldades em se adaptar a nova realidade e rotina podem ser mais difíceis do que todos esperavam, mas Ada e Jamie vão aprender muito sobre várias coisas, palavras que não faziam sentido antes terão um significado, amizades improváveis irão surgir e o medo crescente dos bombardeios que ameaça as grandes cidades, também chegam ao interior.

"Parte de mim me considerava culpada por tudo. Por estar chique demais, por me achar importante demais, por não ser o tipo de filha que a Mãe pudesse amar. Por ser aleijada." 
Pág. 219

Ada e Susan são personagens complexos e traumatizados e que precisam aprender em meio as suas crises como conviver uma com a outra, mas ao mesmo tempo vão percebendo que precisam uma da outra para superar seus traumas e medos. Jamie é um menino um pouco mimado mas que também teve sua cota de sofrimento nas mãos da Mãe e amadurece bastante com a guerra.

É um livro intenso, pesado, uma história um pouco perturbadora na minha opinião, mas também possui momentos de reflexão bem interessantes, e alguns momentos divertidos e encantadores, a escrita da autora é leve, envolvente e fluida, a leitura passa com uma rapidez extraordinária, além de ser um livro pequeno. Impossível não se comover com a história de Ada e sentir na pele o tanto que a menina sofreu e as marcas que isso deixou nela, ainda mais perceber como é difícil reconstruir sua vida e aceitar afeto e amor quando nunca antes se teve nada disso.

Uma história linda de amizade, amor, superação e salvação, em como preconceitos e ignorância podem marcar profundamente uma pessoa, e principalmente uma criança. Em meio a tanta dor e violência proporcionados por uma guerra de Hitler, Ada antes de mais nada tem em si mesma sua própria guerra, contra a sua deficiência, contra a sociedade e contra a Mãe.

A história é narrada em primeira pessoa pelo ponto de vista de Ada, e a revisão da obra está ótima. A edição é tão delicada tanto a capa quanto o interior, simplesmente encantadora! As páginas são amareladas, daquele papel mais grosso e resistente, e o tamanho da letra é bem confortável para leitura. É daquelas edições de encher os olhos(e a estante! hehehe). Eu comprei em pré-venda na Amazon e ao final saiu por R$24,20 mais ou menos, então foi um preço bem bacana por um livro desses em pré-venda.

Pelo que eu puder ver no goodreads a história vai ter continuação(ebaaa! o/) The War I Finally Won, está previsto para ser lançado lá fora em Outubro de 2017, e eu não sei se a DarkSide Books vai lançar ou quando vai lançar. Mas espero muito que eles já estejam planejando trazer a continuação logo para cá.

Eu só posso recomendar uma obra dessas! E recomendar muuito. Vocês precisam ler e se encantar como eu, a escrita da autora é cativante e a história é emocionante(chorei do início ao fim, de tristeza, de alegria..). Com certeza uma das melhores leituras do ano e já favoritei, porque né...

Quem aí já leu? Vamos conversar? hahaha não deixem de comentar sobre o que acharam da leitura ou esperam da obra.
Beijos

12 comentários:

  1. Que livro! Só posso dizer que eu amei cada pág e que fiquei completamente tocada. Que bom que terá continuação pq não estou sabendo lidar com o fim desse livro Carol 😥💜.
    Adorei a RESENHA!
    Bjs
    Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Dê! É maravilhoso né. 💛
      Beijo

      Excluir
  2. Olá!
    Ahh que dor no coração de ler essa resenha, to aguardando meu livro chegar que comprei na pré-venda e ainda não chegou.
    Estou mega curiosa e depois da sua resenha fiquei ainda mais ansiosa pra ler, parece ser intenso e com final devastador.
    Prevejo DPL!
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai se encantar com anleitura Camila, o bom é que a curiosidade vai te levar a ler bem rapidinho. ^^
      Bjo

      Excluir
  3. Olá!

    Gostei da premissa do livro, sua opinião também me deixou com vontade de conhecê-lo, a única coisa que me desanimou foi saber que tem uma continuação.
    Estou preferindo livros sem continuação, mas obrigado pela dica.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela.
      Apesar de ter continuação é um livro bem amarrado sabe, ao terminar você fica com aquela sensação de encerramento. Mas os personagens são tão cativantes que é impossível nao querer mais heheh. Bjo

      Excluir
  4. Oi Carolina, estou louca para ler este livro, mas justamente por conta desta possível continuação é que dei uma freada, pois sendo assim prefiro esperar que a continuação sai antes.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rose. Acredito eu que a continuação nao deve tardar a chegar por aqui viu, o livro foi muito bem aceito pelos leitores. 😊

      Excluir
  5. Oi Carol, tudo bem?
    Que livro lindo! Não conhecia, mas fiquei encantada, sua resenha emocionou! Já está na lista de leitura e espero poder ler em breve, adorei mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sofia, eu to bem e vc? Fico feliz que eu tenha conseguido te tocar de alguma forma. Espero que goste da leitura. Bjo

      Excluir
  6. Já tinha visto o termo "Darklove" por aí, mas não sabia que era um selo da Darkside!!! Esse livro me chama muito atenção já pela capa, acho linda. Ele está em minha lista de leituras, espero comprá-lo o quanto antes!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh são livros lindos e de autoras que normalmente não são tão conhecidas, mas são obras que merecem ser lidas e com histórias emocionantes. A capa está muito linda mesmo. Bjo

      Excluir